19 de Março celebra-se o Dia do Pai!

 

Em Portugal, o Dia do Pai é celebrado no dia 19 de Março, coincidindo com a celebração litúrgica – na Igreja Católica – do Dia de São José, esposo de Maria e pai adoptivo (pai terreno) de Jesus. No entanto, a celebração do Dia do Pai varia de país para país. Por exemplo, no Brasil celebra-se o Dia dos Pais no segundo domingo do mês de agosto (Dia de São Joaquim, pai da Virgem Maria e avô materno de Jesus), sendo a indicação desta data atribuída ao jornalista Roberto Marinho, que teve como objetivo incentivar as vendas do comércio e, por conseguinte, o aumento de vendas do seu jornal. A celebração do Dia dos Pais, no Brasil, foi celebrada, pela primeira vez, no dia 16 de agosto de 1953.

Há outras datas definidas para a celebração do Dia do Pai, como:

23 de fevereiro – Rússia

19 de março – Bélgica (religioso), Angola, Espanha, Itália, Cabo Verde, Andorra, Moçambique, Listenstaine, Guiné-Bissau, Bolívia

8 de maio – Coreia do Sul

Segundo domingo de maio – Roménia

Quinta-feira da Ascensão (39 dias depois do domingo de Páscoa) – Alemanha

5 de junho – Dinamarca

17 de junho – Paraguai

20 de junho – Bulgária

23 de junho – Polónia

Primeiro domingo de junho – Lituânia

Segundo domingo de junho – Áustria, Bélgica (secular)

Terceiro domingo de junho – Estados Unidos e Inglaterra

Último domingo de junho – República Dominicana

8 de agosto – Taiwan

Primeiro domingo em setembro – Austrália e Nova Zelândia

Segundo domingo de novembro – Noruega, Suécia, Finlândia, Estónia

5 de dezembro – Tailândia (Data do nascimento do rei Bhumibol Adulyadej)

Existem, pelo menos, duas histórias que terão dado origem à celebração do Dia do Pai:

Na Babilónia, em 2000 A.C. um jovem de nome Elmesu, teria moldado em argila o primeiro cartão, onde escreveu uma mensagem desejando saúde, felicidade e muitos anos de vida ao seu pai, o rei babilônico Nabucodonosor.

Quase quatro mil anos depois, em 1909, nos Estados Unidos da América, em 1909, uma jovem, Sonora Luise, filha de um militar resolveu criar o Dia dos Pais motivada pela admiração que sentia pelo seu pai, William Jackson Smart. A festa foi ficando conhecida em todo o país e, em 1972, o presidente americano Richard Nixon oficializou a comemoração do Dia dos Pais.

Sobre São José1

São José pertencia à tribo de Judá e à Casa de David. Embora fosse de linhagem real, e sem que se saiba como ou porquê, tinha-se estabelecido como carpinteiro em Nazaré, uma aldeia escondida e pobre da Galileia. Lá deve ter conhecido Maria, jovem da sua tribo, modesta como ele, piedosa e recolhida. O Espírito Santo uniu aqueles dois corações e eles amaram-se com o amor mais puro que pode haver entre criaturas de Deus.

São José não era velho, como o representam geralmente os artistas. Se Maria, Mãe de Jesus, tinha quinze anos quando se desposou, São José teria à volta dos vinte, ou trinta, quando muito. Nos sarcófagos e nos monumentos dos quatro primeiros séculos da era cristã, a figura constante de São José é a de um jovem imberbe.

São José tinha, provavelmente, um irmão e alguma irmã, que foram pai ou mãe daqueles a quem os Evangelhos chamam “irmãos de Jesus”, pois o termo “irmãos” nos Evangelhos, designa tanto os filhos da mesma mãe como os parentes mais próximos.

São José, embora não tenha sido pai natural ou biológico de Jesus, exerceu sobre Ele a autoridade paterna, como pai legal.

O Papa Pio XII estabeleceu, em 1955, a Festa de São José Operário, no dia 1 de Maio. É ele o Padroeiro e Defensor da Igreja Universal, tal como foi Defensor da Sagrada Família. É, também, o Padroeiro dos Casamentos Felizes, pois nunca houve casamento tão feliz como o seu, nem esposa tão formosa e terna como a Virgem Maria, Mãe de Jesus. São José é, ainda, o Padroeiro das Famílias Cristãs. Que haverá no mundo comparável a um lar feliz, a uma família unida pelos vínculos do amor e da afeição?

São José alcança-nos morte santa e feliz. Como Jesus o terá acompanhado nos últimos momentos da sua vida terrena, confortando-o, é considerado como Advogado da Boa Morte.

 

Oração a S. José, no «Dia do Pai»2

A vós, São José,
recorremos na nossa tribulação,
cheios de confiança
solicitamos a vossa protecção
no dia de hoje para todos os pais de família.

Vós fostes o pai adoptivo de Jesus,
soubestes amá-l’O, respeitá-l’O e educá-l’O
com amor e dedicação,
como vosso próprio filho.
Olhai todos os pais do mundo
e especialmente os da nossa comunidade,
para que, com amor e dedicação,
eduquem os seus filhos
na fé cristã e para a vida.

Protegei todos os pais doentes
que sofrem por não poderem dar saúde,
educação e casa decente para seus filhos.
Protegei todos os pais
que trabalham arduamente no dia-a-dia
para não faltar nada aos seus filhos.
Protegei todos os pais
que se dedicam de corpo e alma à sua família.
Iluminai todos os pais
que não querem assumir sua paternidade.
Iluminai todos os pais
que desprezam seus filhos e esposas.
Enfim, olhai por todos os pais,
para que assumam
e vivam com alegria sua vocação paterna.

Ámen.

1 Fonte: Almanaque Popular Católico 2006 | 2 Fonte | Imagem de destaque: Image by Robert Cheaib from Pixabay