A gripe não se cura, evita-se | Saúde e bem-estar

 

Chegados ao tempo do Outono, começaram as primeiras chuvas e as temperaturas estão a baixar. É este o tempo propício para nos prepararmos para a gripe.

 

O que é a gripe e como se manifesta?

A gripe é uma infecção respiratória provocada pelos vírus da família Influenza. Atinge, principalmente, as vias aéreas superiores: nariz e fossas nasais, seios perinasais, boca, faringe e laringe. É altamente contagiosa.

A gripe apresenta com sintomas: arrepios e febre alta, dores musculares, articulares e de cabeça. O mal-estar pode ser acompanhado de tosse seca, ligeira dor de garganta e nariz entupido. A tosse pode intensificar-se e ser acompanhada de expectoração.

Como se trata e como se previne?

A gripe não tem tratamento. Só se pode tratar os sintomas.

A vacinação anual é o metido mais eficaz de prevenção.

 

Vacina 2018/2019

Os vírus da gripe mudam de forma a cada época, enganando, assim, o sistema imunitário humano. Por isso, todos os anos tem de ser criada uma nova vacina.

Os Influenza surgem nos meses frios em cada hemisfério (Norte e Sul), altura em que há várias estirpes a circular em simultâneo. As vacinas são composta de modo a dar resposta às estirpes que os cientistas da Organização Mundial de Saúde prevêem ser as dominantes na época. Por isso, se diz de uma vacina que ele é trivalente se proteger contra três estirpes de gripe, ou quadrivalente, se proteger contra quatro.

As estirpes do vírus Influenza isoladas e caracterizadas, mais comuns  no ano passado, e contra as quais a vacina da época 2018/2019 protegerá são:

– A(H1N1)pdm09 idêntica a A/Michigan/45/2015

– A(H3N2) idêntica a A/Hong Kong/4801/2014

– B (Linhagem Victoria) idêntica a B/Brisbane/60/2008

Os vírus Influenza são classificados em três tipos:

A – Essencialmente de aves, ocasionalmente adaptados aos humanos

B – Essencialmente de mamíferos

C – Essencialmente de humanos

E múltiplos subtipos: H1 a H18; N1 a N11

 

Vacinação

Quando – A partir de Outubro e enquanto os vírus se mantiverem em circulação.

Onde – Centros de Saúde e farmácias de todo o país.

Quem – Apesar de haver indicação específica para grupos prioritários, rodas as pessoas devem vacinar-se.

Oferece protecção elevada, mas não total – Ajuda o organismo a criar defesas contra o vírus e diminui a probabilidade de contrair gripe. Nos casos em que a infecção ocorre, reduz significativamente a intensidade dos sintomas, assim como a possibilidade de complicações.

Não causa a doença – A vacina apenas contém partes mortas do vírus. Um vírus morto não é infecioso.

 

Sabia que…

Sabia que são usados ovos de galinha na produção das vacinas na gripe? Os ovos são necessários às culturas dos vírus usados nas vacinas.

Sabia que o número de mutações dos vírus num só dia supera o número de mutações dos humanos ao longo de vários milhões de anos? A elevada taxa de reprodutividade, a incapacidade de fixar as mudanças e a extraordinária habilidade para trocar informação genética entre si justificam as estonteantes mutações.

Sabia que os porcos são especiais? Ao contrário do que acontece com as outras espécies, os suínos pode ser infectados por vírus de todos os tipos, o que faz deste animal um “terreno” perfeito para a geração de novas e perigosas estirpes de Influenza.

Fonte: Texto de Carina Machado (Revista Saúda), adaptado