Abril, o quarto mês do ano

Abril vem do latim aprilis que, por sua vez, deriva do verbo aperire, que significa abrir, sendo o único dos meses cuja denominação faz lembrar a estação em que o colocaram, referindo-se ao abrir das flores na Primavera.

Abril tinha, no primeiro calendário romano, 30 dias; Numa Pompílio (715-672 a.C.) retirou um dia a este mês, dia esse que Júlio César (101-44 a.C.), por conselho de Sosígenes, reformulou o calendário, lhe restituiu, ficando outra vez com 30. Até hoje mantém os 30 dias.

Este mês era consagrado pelos romanos à deusa Vénus chamando-se também por isso mensis veneris, o mês de Vénus.

Ceres, a deusa da agricultura, e Baco, o deus do vinho, eram festejados neste mês pelos romanos. Ceres, para honrar a fecundação da terra, que se abre nesta época do ano para receber em suas entranhas as sementes que, mais tarde, produzirão os seus frutos; Baco, que corresponde ao Dionísio dos gregos, era homenageado provando-se, pela primeira vez e com grande solenidade, o vinho da colheita anterior.

O mês era figurado por um Cupido com uma coroa de rosas na cabeça.

É no primeiro dia do mês de Abril que se celebra o Dia das Mentiras.

 

Da natureza e efeitos do Signo de TOURO

(21 de Abril a 20 de Maio)

Este signo, figurado por um touro, é de natureza de terra fria e seca e assim influe frialdade e secura, porém temperada; pela qual causa entrando o Sol nele, se geram muitas coisas sensíveis e as vegetantes se aumentam e crescem. Este signo é nocturno e feminino; nele entra o Sol vulgarmente a 20 de Abril e desde que entra até que sai, cresce o dia uma hora.

O varão que nascer debaixo da influência desde signo denota que será atrevido, presumido e altivo de coração; inclina do a deixar a sua pátria e ir por terras estranhas, aonde lhe irá melhor; e que, se casar, virá a ter cargo e cabedal pela mulher. Denota que há-se ser mordido de algum cão; e se for negociante, será venturoso no trato de comprar e vender. Finalmente, mostra que lhe sucederá perigo de água mais de uma vez, se se não souber acautelar, etc. – infortunia mulierum causa; e terá uma enfermidade aos onze anos, outra aos trinta, e a terceira aos quarenta, da qual, se se livrar, denota que viverá, conforme sua natureza, sessenta e quatro anos.

Se for fêmea denota que será solícita, cuidadosa, determinada e que será inclinada a ir por terras alheias; será fecunda e terá muitos filhos, etc. – Plures indicat enim habere maritos. Finalmente, lhe denota queda de alto e uma enfermidade aos dezasseis anos e outra aos trinta e três. Promete-lhe este signo, conforme a sua natureza, sessenta e seis anos de vida.

(in “Lunário Perpétuo” – edição de 1901)

 

Superstições e crendices no mês de Abril

Para os nascidos neste mês, as flores da sorte são margaridas. São tidas como um presságio das condições meteorológicas, na medida em que quando as pétalas se fecham está para breve mau tempo. As raparigas sempre gostaram de arrancar as pétalas de uma margarida e repetir as palavras: “ele gosta de mim muito, pouco, nada…”, tentando saber se o namorados lhes é, ou não, fiel.

As pedras preciosas que proporcionam felicidade quando oferecidas às pessoas no dia do seu aniversário em Abril são os diamantes, símbolo do afecto conjugal: coragem no homem e amor-próprio na mulher.

Os agricultores acreditam que se neste mês se ouvirem os primeiros trovoe do ano, haverá abundância de vinho, gados e trigo nos lugares seco e terras em que se ouvirem.

Crença popular – Casado sob os céus variáveis de Abril, um caminho acidentado à tua frente se estende.

Provérbios:

– Abril, tempo de cuco, de manhã molhado e à tarde enxuto;
– Abril, no princípio ou no fim é ruim;
– Em Abril, queima a velha o carro e o carril e deixa um tição para Maio, para comer as cerejas ao borralho;
– Abril frio, muito pão e pouco vinho;
– Abril, águas mil coadas por um mandil (tecido grosseiro) e em Maio três ou quatro;