Abril 2017 – Calendário inter-religioso

Durante o mês de Abril de 2017, vive-se o ano e o mês de

Hinduísmo2073 – até ao dia 26, mês Chaitra; de dia 27 de Abril a 25 de Maio, mês Vaishakha.

Judaísmo5777 – até ao dia 26, mês Nissan; de dia 27 de Abril a 25 de Maio, mês Lyar.

Budismo2144 – até ao dia 26, mês ; de dia 27 de Abril a 25 de maio, mês .

Islão1438 – até ao dia 26, mês Rajab; de dia 27 de Abril a 26 de Maio, mês Shaban.

Fé Bahá'i174 – De ao dia 7, mês Bahá; de dia 8 ao dia 26, mês Jalál; de dia 27 de Abril a 15 de maio, mês Jamál.

Tradições Chinesas4715 – Até ao dia 25, mês 3º; de dia 26 de Abril ao dia 25 de Maio, mês 4º.

 

No mês de Abril de 2017, no âmbito das diversas religiões, destacam-se as seguintes celebrações:

Cristianismo

Dia 1 São Isidoro, bispo e doutor da Igreja

Dia 7Anunciação da Mãe de Deus (VC) – Os Ortodoxos (VC) celebram a aparição do Anjo Gabrial à Virgem Maria

Dia 8 – Sábado de Lázaro

Dia 9Domingo de Ramos – Os Cristãos celebram a entrada de Jesus em Jerusalém, e dão início ao grande jejum da Semana Santa, que antecede a Páscoa.

Dia 13Quinta-feira Santa. Desde a tarde deste dia até à tarde de Domingo decorre o Tríduo Pascal, o coração da Semana Santa.. Missa crismal – Nesta manhã, é a única Missa em toda a Diocese. É presidida pelo Bispo e concelebrada pelos padres vindos de toda a Diocese, que nela renovarão os seus compromissos sacerdotais, em testemunho de um único presbitério.

Nessa Missa são benzidos o Óleo dos Catecúmenos (para os baptismos), o Óleo dos Doentes (para os Enfermos), e é consagrado o Óleo do Crisma. Daí o nome de Missa Crismal. Por esta dimensão eclesial, os fiéis são convidados a participar nesta celebração. Missa Missa Vespertina da Ceia do Senhor – Nesta Missa celebra-se a Instituição da Eucaristia e do Sacerdócio (que os Apóstolos receberam em plenitude e depois transmitiram em grau diferente, aos Bispos – seus Sucessores – e aos Presbíteros) e a proclamação do Mandamento Novo, segundo o qual toda a autoridade deve exercer o poder como um serviço. Daí o gesto do lava-pés.

Dia 14Sexta-feira Santa – Dia consagrado à meditação da Paixão e Morte Redentora do Mundo. Daí o uso de paramento encarnado, o mesmo dos Ramos e do Pentecostes, pois Jesus subiu ao Calvário animado pelo Espírito Santo.

Dia 15Sábado Santo. Vigília Pascal. A Vigília Pascal é a maior de todas as Vigílias. Nela, a Igreja faz memória de toda a História da Salvação e do momento maior, o Mistério Pascal de Jesus Cristo. Santo Agostinho, celebrando a Páscoa, diz aos cristãos de Hipona: Hoje é a nossa maior vigília e ninguém pensa noutra celebração de aniversário quando, com impaciência, perguntamos: «Quando é a vigília?» «Daqui a tantos dias é a Vigília.» Como se, em comparação com esta, as outras não merecessem tal nome. […] Mas a Vigília desta noite é tão grande que poderia reivindicar para si só, como próprio, o nome comum de todas as outras. (Santo Agostinho, Serão Guelf. V,2).

Este dia é dedicado à contemplação de Jesus morto e sepultado, a “descansar” dos trabalhos da sua Paixão. Deve, pois, chamar-se “Sábado Santo” e não “de aleluia”, que só começa na noite da Vigília pascal. Este sábado é um dia “alitúrgico”, isto é, não há nele qualquer celebração: nem missa, nem baptismo, nem casamento, nem comunhão (excepto para os moribundos).

Dia 16 Páscoa. Solenidade central do Cristianismo.

É o primeiro Domingo do ano e prolonga a Vigília Pascal.

O “primeiro dia da semana”, dia em que Deus criara a Luz, passa a ser também o Dia do Senhor Ressuscitado e Dia da Igreja reunida em assembleia pascal. S. Agostinho chamará ao Domingo o “8º dia”, em virtude de a Ressurreição do Senhor abrir a História para além das leis do tempo natural ou do simples descanso.

Os Párocos ou grupos de cristãos por eles enviados visitam as famílias cristãs, levando-lhes a mensagem pascal. Esta visita e mensagem dirigem-se às pessoas, pelo que não faz sentido visitar casas vazias.

O toque dos sinos, a água baptismal, o estralejar dos foguetes, o rosmaninho e o alecrim, os ovos (símbolos da vida e do sepulcro por ela rompido), os ramos da Primavera – são recursos de que o povo lançou mão para exprimir a sua fé e alegria na Ressurreição do Senhor.

Dia 21Santo Anselmo, bispo e doutor da Igreja (não se celebra por calhar na Oitava da Páscoa)

Dia 23São Jorge Megalomártir [Católicos, Anglicanos e Ortodoxos (NC)]. A memória de S. Jorge, cujo nome está ligado ao da República da Geórgia, faz parte das grandes devoções da Igreja Oriental. Por ser Domingo, não se faz esta celebração. Os VC celebram a 6 de Maio | Domingo de São Tomé.

Dia 25São Marcos, Evangelista [Católicos, Anglicanos e Ortodoxos (NC)]

Dia 29Santa Catarina de Sena. Doutora da Igreja e co-Padroeira da Europa.

Dia 30Domingo das Santas Mulheres Miróforas | São Tiago, o Grande (NC)

Budismo

Dia 3 – Dia Inauspicioso

Dia 4 – Buda da Medicina

Dia 6 – Padmasambhava

Dia 15 – Dia Inauspicioso

Dia 21 – Daikinis

Dia 25 – Dharmapalas

Dia 26 – Shakyamuni

Dia 27 – KALACHAKRA (Ano Novo)

Tradições chinesas

Dia 5 – Dia de Qing Ming – 106 dias depois do Solstício de inverno, visitam-se e limpam-se os túmulos e fazem-se oferendas aos antepassados.

Hinduísmo

Dia 5 – Ramnavmi (9 Chaitra FC) – Celebra-se a natividade de Rama (7ª incarnação de Vishnu)

Dia 11 – Hanuman Jayanti (15 Chaitra FC) – Celebra-o herói mitológico que ajudou o deus Rama contra o demónio Ravana.

Dia 29 – Akshaya-Trij (3 Vaishakha FC) – Os devotos fazem oferendas aos Supremo, pedindo felicidade, prosperidade e paz.

Judaísmo

Dia 11 Pessach (15 Nissan) – É a festa mais importante do Judaísmo, em que se celebra a libertação do Povo Judeu da escravidão no Egipto- Decorre até dia 18 (22 de Nissan).

Dia 24 Yom Hasho’ah (27 Nissan) – Celebra-se a memória do Holocausto.

Islão

Dia 23Layiat-ul-Mi’radj (26 Rajad) – Lembra-se a Viagem Noturna do Profeta Muhammad, através dos Ceús, guiado pelo Anjo Gabriel, onde recebeu diversos ensinamentos.

Fé Baha’i

Dia 20 – 1º dia de Ridván – Têm início as celebrações que evocam os 12 dias que Bahá’u’láh passou no Jardim de Ridván (em Bagdade), onde fez a Declaração que anunciava a sua chegada coomo “Aque que Deus tornará manifesto”. É também o período indicado para a eleição das assembleias locais.

Dia 289º dia de Ridván – Assinala-se a chegada da família de Bahá’u’láh ao Jardim de Ridván.

 

Fonte: Celebração do Tempo – Calendário Inter-religioso 2017

Neste mês de Abril celebram-se, ainda, diversas outras efemérides e datas comemorativas