Actividades agrícolas e outras em Fevereiro

Depois da leitura deste artigo, vai ficar a conhecer todas as tarefas que pode e deve desenvolver durante o mês de Fevereiro

Na horta

Em Fevereiro, deve cavar, ou lavrar a fundo, os terrenos que estejam livres e em bom estado de enterrar estrumes e adubos fosfatados. Para a sementeira de melões, pimentos e tomateiros, preparar camas quentes.

Semear: abóboras, acelgas, alface, alho-francês, beterraba, cebolas, cenouras, coentros, couve-flor serôdia, couve-de-grelos, espargos, ervilhas, espinafres, favas, feijão, malaguetas, melancia, nabiças, nabos serôdios, pimentos, repolho, salsa, tomate, tronchudas.

Plantar batata.

No pomar

Iniciar o tratamento das macieiras, pereiras e pessegueiros contra as cochonilhas, ovos de insectos e de ácaros e formas hibernantes de pedrado.

Em Fevereiro, proceder à pulverização com calda bordalesa nas nespereiras (contra o pedrado), nos pessegueiros (contra o crivado e a lepra) e noutras fruteiras – laranjeiras, etc. (contra o míldio).

No campo

Prosseguimento da preparação das terras – lavouras, gradagens, adubações, estrumações, etc. – destinadas às culturas da Primavera.

Sacha ou monda nos ervilhais e favais; exterminar as ervas daninhas dos prados ou dos lameiros.

Sementeiras de cereais de Inverno e Primavera – aveia, centeio, cevada e trigo.

No jardim

Execução de caldeiras em volta das árvores e arbustos, onde se lança estrume que não deve ficar em contacto com as plantas (este estrume é coberto com terra na Primavera).

Semear: todas as flores anuais, cíclames, chagas, cólios, cosmos, ervilhas-de-cheiro, espargos, gipsófilas, manjericos, sécias, etc.

Na vinha

Prosseguir com as fertilizações iniciadas no mês anterior.

Reparar bardos, lateiros e ramadas, substituindo ou endireitando os esteios e esticando ou consertando os arames.

Iniciar a enxertia, utilizando castas apropriadas, nos locais abrigados.

Cortar as raízes que surjam por cima da soldadura do enxerto.

Na adega

Transfegar os vinhos que não devem ser conservados mais tempo sobre as borras, isto é, na “mãe”.

Corrigir os vinhos defeituosos.

Atestar as vasilhas mal cheias.

Manter a adega sempre limpa, caiando-a de tempos em tempos com leite de cal, a que se junta uma pequena quantidade de sulfato de cobre.

Animais

Um suplemento de rações com farinha, amendoim, linhaça, etc., deverá ser fornecido às vacas leiteiras.

Vacinar os cães contra a raiva.

Nos olivais

Concluída a colheita das azeitonas, proceda à mobilização do solo, à profundidade de 0,20 a 0,30m, com lavoura ou escarificação razoável para que fique em condições óptimas de armazenar a água da chuva.

Continue com a poda; limpe troncos e pernadas de musgos e líquenes, aplicando-lhes uma calda ferro-cálcica.

Instalação de viveiros.

Nas matas

Semeie ainda matos com giestas, piorno e tojo que são excelentes para camas de gado, adubos verdes, para pastos e para defesa de terrenos inclinados.

Nos pinhais, continue o corte de madeiras e a colheita de pinhas.

Inicie a resinagem.

Nos currais

Forneça às vacas leiteiras suplementos alimentares (concentrados ou cereais).

Após o parto, durante os primeiros 8 a 10 dias, devem alimentar-se especialmente de palhas ou fenos com inclusão de algumas verduras.

Nos apiários

Dum modo geral, as obreiras iniciam por toda a parte a faina da colheita, pelo que se deve dedicar muita atenção à vida do comeal.

Faltando mel ou pólen, temos de fornecer quaisquer dos substitutos que são: xarope de açúcar, farinhas de centeio e leguminosas comestíveis.


Obras de FEVEREIRO

conforme Paládio, in “Lunário Perpétuo”, de 1901

Na Lua crescente de Fevereiro se costuma semear linho no regadio; e se podem semear alguns legumes, melões, pepinos, mostarda, abóboras para temporão; enxertar pereiras, macieiras, e outras árvores semelhantes; plantar loureiros, heras e murtas; transplantar laranjeiras, limoeiros, álamos e ciprestes; pôr bacelos e mergulhias, e enxertá-las em terras temperadas.

No minguante de Fevereiro apanham-se as canas de vimes para fazer cestos e para obras grossas, posto que é melhor que se cortem no minguante de Janeiro; podem-se podar as vinhas, e cavá-las, em parreiras, fazer valados, podar as árvores tardias, ver as colmeias, quando não fizer mau tempo.

Se neste mês se ouvirem os primeiros trovões do ano, denota muita geada, e pouca fruta.