Actividades na horta ao longo do ano

Antigamente, em casa dos nossos avós, havia sempre um quintal com uma pequena horta onde eram cultivados temperos, ervas aromáticas e algumas hortaliças. Esta prática, tendo caído em desuso por causa da facilidade de aquisição de qualquer produto nos supermercados, volta a estar na moda! Neste artigo vamos dizer-lhe tudo o que tem a fazer, ao longo do ano para criar uma hora e aproveitar todas as suas potencialidades. Vai ver como sabe bem comer produtos hortícolas cultivados por si numa horta caseira.

Janeiro

Prosseguir a preparação de canteiros, talhões e leiras, cuja terra deverá ficar muito limpa, fofa e sem torrões. Como neste mês são frequentes as geadas, as plantas devem ser cobertas de noite. com esteiras, giestas, urzes, etc.

Semeia-se fava, ervilha, alface, rabanetes, couve-flor, brócolo, repolho, cebola, cenoura, etc.
Criar em viveiros todas as hortaliças.

Fevereiro

Cavar, ou lavrar a fundo, os terrenos que estejam livres e em bom estado de enterrar estrumes e adubos fosfatados. Para a sementeira de melões, pimentos e tomateiros, preparar camas quentes.
Semear: abóboras, acelgas, alface, alho-francês, beterraba, cebolas, cenouras, coentros, couve-flor serôdia, couve-de-grelos, espargos, ervilhas, espinafres, favas, feijão, malaguetas, melancia, nabiças, nabos serôdios, pimentos, repolho,  salsa, tomate, tronchudas.

Plantar batata.

Março

Continuar os trabalhos iniciados em Fevereiro, nomeadamente os respeitantes a adubações, correcções, lavras e cavas, preparando-se os terrenos para as sementeiras e plantações para o presente mês e seguinte.

De preferência regar pela manhã, caso se verifique falta de água por escassez de chuvas, os talhões da horta onde se efectuaram as sementeiras.

Proceder, se o tempo o permitir, às primeiras sachas das alfaces, alhos e outras culturas em desenvolvimento.

Semear na horta: milho, trigo de primavera, cevada, luzerna e outras forragens, linho, abóboras, alfaces, beterraba, cenouras, ervilhas, espinafres, feijões, melancias, melões, nabiças, rabanetes, salsa, tomates e pepinos.

Plantar ou transplantar: batatas, cebolas, couves e espargos.

Abril

Sachar,  mondar e, se necessário, regar a horta de preferência nas primeiras horas da manhã.

Defender a horta dos ataques dos insectos e das lesmas com pesticidas apropriados.

Semear: abóbora, alface, chicória, couve-galega, espinafre, ervilha, feijão, melancia, melão, nabiças, pepino e rabanete.

Plantar ou transplantar: alface, batata, cebola, chicória, couves, pimentos e tomates.

Maio

Prosseguem as sementeiras periódicas (quinzenais) de feijão (para colher em vagem) e de ervilhas. Assim se consegue ter feijão-verde e ervilhas durante alguns meses.

Continuar a sementeira de plantas na horta e monda-se, sacha-se e rega-se os alfobres.

Regam-se as hortas de preferência à tardinha, para que a terra conserve por mais tempo a água absorvida e ser mais facilmente aproveitada pelas plantas.

Junho

Prosseguir com a preparação dos canteiros – regas, sachas, mondas, incorporação de estrumes, etc.

Semear: alface, chicória, feijão, nabiças e rabanete.

Plantar ou transplantar para a horta: alface, chicória, couve galega.

Colheita de: alface, batata, chicória, couves, espinafres, nabiças e rabanetes.

Julho

As regas são de grande importância neste período, e devem ser efectuadas à tarde e de acordo com as necessidades das plantas.

Semear: acelgas, agriões, alface de Outono e Inverno, beldroegas, bróculos tardios, cenouras, chicória, couve-de-bruxelas, couve-nabo, couve-flor tardia, ervilhas, feijão (de trepar e anão), nabo, rabanetes, repolho de Inverno, salsa.

Agosto

Preparar o terreno da horta para as sementeiras e plantações do próximo Outono.

Regar pela fresca e sachar.

Limpar os morangueiros, cortando-lhes os estolhos ou deixando só os necessários para a multiplicação. Fazer a sulfatação e enxofra dos tomateiros.

Semear: acelgas, agriões, alface, beldroegas, cebolas, cenouras, couve-nabo, espinafres, favas, feijão, nabo, rabanetes, ervilhas, repolho de Inverno, salsa.

Setembro

Continuar a preparação dos talhões da horta para as próximas sementeiras e plantações de Outono-Inverno, efectuando cavas fundas e procedendo ao enterramento do estrume e dos adubos.

Cuidar das hortaliças (bróculo, couve-flor, penca e repolho), que deverão ser estrumadas ou tapadas a meio do mês, se o não tiverem sido antes.

Semear: agriões, alfaces, azedas, beldroegas, cebolas, cenouras, chicórias, coentros, couves-flor, repolho, ervilhas, espinafres, favas, nabos, rabanetes,  salsa, segurelha, etc.

Outubro

Prosseguir a preparação dos terrenos da horta, cavando-os ou arando-os e estrumando-os abundantemente.

Defender as hortaliças contra a possível aparição de geadas, por meio de folhas secas, caruma, palha, feno, etc.

Semear: ervilhas, favas, lentilhas, nabos, rabanetes, cenouras, espinafres (que se colhem pelo Natal), coentros e agriões.

Plantar: espargos, couves, beterrabas, morangueiros e alhos.

Os alhos devem plantar-se cedo e agradecem uma boa adubação potássica.

Novembro

Preparar os talhões e os canteiros destinados às sementeiras e plantações de Primavera. As estrumações são indispensáveis.

Desbastam-se os nabais, aproveitando o produto do desbaste para dar ao gado.

Semear: alface, beterraba, cebola, chicória, tomates, couve galega, nabiças de grelo, nabo redondo, rabanetes, ervilhas, favas e salsa.

Proteger contra as geadas as plantas mais susceptíveis, com abrigos plásticos, esteiras, etc.

Dezembro

Preparam-se talhões e canteiros da horta para as culturas próprias da época e, também, para as da próxima Primavera.

A terra da horta tem de ficar bem afogada e sem torrões, incorporando-se nessa altura o estrume, que convém não estar completamente curtido, no caso de se tratar de canteiros destinados às culturas de Primavera.

Semear: cebola, couves, nabiças, rabanetes, espinafres, agriões, alfaces, favas, ervilhas e cenouras.

Plantam-se na horta: chicórias, couves diversas (nomeadamente repolho e couve-flor), estolhos de morangueiros, alhos e cebolas.