Actividades na horta ao longo do ano

Antigamente, em casa dos nossos avós, havia sempre um quintal com uma pequena horta onde eram cultivados temperos, ervas aromáticas e algumas hortaliças. Esta prática, tendo caído em desuso por causa da facilidade de aquisição de qualquer produto nos supermercados, volta a estar na moda! Neste artigo vamos dizer-lhe tudo o que tem a fazer, ao longo do ano para criar uma hora e aproveitar todas as suas potencialidades. Vai ver como sabe bem comer produtos hortícolas cultivados por si numa horta caseira.

Janeiro

Prosseguir a preparação de canteiros, talhões e leiras, cuja terra deverá ficar muito limpa, fofa e sem torrões. Como neste mês são frequentes as geadas, as plantas devem ser cobertas de noite. com esteiras, giestas, urzes, etc.

Semeia-se fava, ervilha, alface, rabanetes, couve-flor, brócolo, repolho, cebola, cenoura, etc.

Criar em viveiros todas as hortaliças.

Fevereiro

Cavar, ou lavrar a fundo, os terrenos que estejam livres e em bom estado de enterrar estrumes e adubos fosfatados. Para a sementeira de melões, pimentos e tomateiros, preparar camas quentes.

Semear: abóboras, acelgas, alface, alho-francês, beterraba, cebolas, cenouras, coentros, couve-flor serôdia, couve-de-grelos, espargos, ervilhas, espinafres, favas, feijão, malaguetas, melancia, nabiças, nabos serôdios, pimentos, repolho,  salsa, tomate, tronchudas.

Plantar batata.

Março

Continuar os trabalhos iniciados em Fevereiro, nomeadamente os respeitantes a adubações, correcções, lavras e cavas, preparando-se os terrenos para as sementeiras e plantações para o presente mês e seguinte.

De preferência regar pela manhã, caso se verifique falta de água por escassez de chuvas, os talhões da horta onde se efectuaram as sementeiras.

Proceder, se o tempo o permitir, às primeiras sachas das alfaces, alhos e outras culturas em desenvolvimento.

Semear na horta: milho, trigo de primavera, cevada, luzerna e outras forragens, linho, abóboras, alfaces, beterraba, cenouras, ervilhas, espinafres, feijões, melancias, melões, nabiças, rabanetes, salsa, tomates e pepinos.

Plantar ou transplantar: batatas, cebolas, couves e espargos.

Abril

Sachar,  mondar e, se necessário, regar a horta de preferência nas primeiras horas da manhã.

Defender a horta dos ataques dos insectos e das lesmas com pesticidas apropriados.

Semear: abóbora, alface, chicória, couve-galega, espinafre, ervilha, feijão, melancia, melão, nabiças, pepino e rabanete.

Plantar ou transplantar: alface, batata, cebola, chicória, couves, pimentos e tomates.

Maio

Prosseguem as sementeiras periódicas (quinzenais) de feijão (para colher em vagem) e de ervilhas. Assim se consegue ter feijão-verde e ervilhas durante alguns meses.

Continuar a sementeira de plantas na horta e monda-se, sacha-se e rega-se os alfobres.

Regam-se as hortas de preferência à tardinha, para que a terra conserve por mais tempo a água absorvida e ser mais facilmente aproveitada pelas plantas.

Junho

Prosseguir com a preparação dos canteiros – regas, sachas, mondas, incorporação de estrumes, etc.

Semear: alface, chicória, feijão, nabiças e rabanete.

Plantar ou transplantar para a horta: alface, chicória, couve galega.

Colheita de: alface, batata, chicória, couves, espinafres, nabiças e rabanetes.