Calendários das Religiões e correspondência com o Calendário Gregoriano

Correspondência entre os Calendários das Religiões e o Calendário Gregoriano no ano 2017

– Calendários Gregoriano e Julianos (Antigo e Reformado)

O Calendário Gregoriano surgiu com a reforma introduzida pelo papa Gregório XIII, em 24 de Fevereiro de 1582, através da Bula Inter gravíssimas. Esta reforma, que há muito era pedida, foi determinada pela divergência que existia, então, entre o tempo indicado pelo Calendário Juliano e o tempo astronómico real, acumulada ao longo de centenas de anos. Esta correção foi efetivada à custa do encurtamento do mês de Outubro do ano da sua aprovação, em 10 dias (do dia 5 passou para o dia 14). A Itália, Espanha, Portugal e Polónia foram os primeiros países que aceitaram a reforma que, só posteriormente, foi adotada pela generalidade dos países ocidentais católicos. A Alemanha adotou-o em 1700 e a Inglaterra em 1751. Muitos outros países, porém, só o adotaram já no século XX.

A Igreja Ortodoxa do Oriente (Jerusalém, Rússia, Geórgia e Sérvia) continua a usar o Calendário Juliano antigo (velhocalendaristas); e a Igreja Ortodoxa da zona mediterrânica (Alexandria, Antioquia, Roménia, Bulgária, Chipre, Grécia, Albânia, República Checa e Eslováquia) e nórdicos (Finlândia e Estónia), em 1923, passaram a regular-se pelo Calendário Juliano reformado (neocalendaristas), que difere 13 dias. Assim, os velhocalendaristas celebram as suas festas fixas treze dias mais tarde que os neocalendaristas. No entanto, todos os Ortodoxos seguem o Juliano Antigo para a fixação da data da Páscoa.

– Calendário Judaico (5777-5778)

O ano judaico tem 354 dias, nos anos comuns (de 12 meses), ou 385 dias, nos anos embolísmicos (de 13 meses). O ano 5777 começou em 1 de Tishrei / 3 de Outubro de 2016, terminando no dia 29 de Elul / 20 de Setembro de 2017. Em 1 de Tishrei / 21 de Outubro começa o ano 5778 (da criação do Homem e do cômputo dos anos temporais, dos anos da remissão e dos anos de jubileu). Embora Tishrei seja considerado como primeiro mês do ano, na tradição hebraica existem ainda outros meses tidos como início de calendário, consoante a finalidade da consulta. Assim, o 1º dia de Nissan, nos documentos, dá início à contagem dos anos dos reis e das festas; o 1º dia de Elul, marca o início do ano para o dízimo dos animais. [Saber mais]

Até 27 de Janeiro de 2017

4º TEVET [29 dias] (ano 5777)

De 28 de Janeiro a 26 de Fevereiro

5º SHEVAT [30 dias]

De 27 de Fevereiro a 27 de Março

6º ADAR [29 dias]

De 28 de Março a 26 de Abril

7º NISSAN [30 dias]

De 27 de Abril a 25 de Maio

8º IYAR [29 dias]

De 26 de Maio a 24 de Junho

9º SIVAN [30 dias]

De 25 de Junho a 23 de Julho

10º TAMUZ [29 dias]

De 24 de Julho a 22 de Agosto

11º AV [30 dias]

De 23 de Agosto a 20 de Setembro

12º ELUL [29 dias]

De 21 de Setembro a 20 de Outubro

1º TISHREI [30 dias] (ano 5778)

De 21 de Outubro a 18 de Novembro

2º CHESHVAN [29 dias]

De 19 de Novembro a 18 de Dezembro

3º KISLEV [29 dias]

De 19 de Dezembro a 16 de Janeiro de 2018

4º TEVET [29 dias]

– Calendário Islâmico [AL HIJRA] (1438-1439)

O Calendário Islâmico começou no Ano 0 da Hégira (Hijra), 622 E.C. – data da saída do Profeta Muhammad de Meca para Medina. Com menos 10-11 dias do que o Calendário Gregoriano, tem 12 meses lunares. Em cada ciclo de 30 anos, há 11 anos com 355 dias e os restantes com 354 dias. Os anos que têm 355 dias são chamados «anos intercalares – 2º, 5º, 7º, 10º, 13º, 16º, 18º, 21º, 24º, 26º e 29º. O ano de 1438 começou em 1 de Muharram / 2 de Outubro de 2016 e termina no dia 30 de Zil-Hajj / 20 de Setembro de 2017 e, no dia seguinte (1 de Muharram), tem início o ano 1439 da Hégira. Os meses Muharram, Ramadão e Zil-Quad são considerados sagrados.

Até 28 de Janeiro de 2017

4º RABIUL-AKHIR [30 dias] (ano 1438)

De 29 de Janeiro a 27 de Fevereiro

5º JAMADIUL-AWWAL [30 dias]

De 28 de Fevereiro a 28 de Março

6º JAMADIUL-AKHIR [29 dias]

De 29 de Março a 26 de Abril

7º RAJAB [29 dias]

De 27 de Abril a 26 de Maio

8º SHABAN [30 dias]

De 27 de Maio a 24 de Junho

9º RAMADAN [29 dias]

De 25 de Junho a 23 de Julho

10º XAWWAL [29 dias]

De 24 de Julho a 22 de Agosto

11º ZIL-QUAD [30 dias]

De 23 de Agosto a 20 de Setembro

12º ZIL-HAJJ [29 dias]

De 21 de Setembro a 20 de Outubro

1º MUHARRAM [30 dias] (ano 1439)

De 21 de Outubro a 18 de Novembro

2º SAFAR [29 dias]

De 19 de Novembro a 18 de Dezembro

3º RABIUL-AWWAL [30 dias]

De 19 de Dezembro a 17 de Janeiro de 2018

4º RABIUL-AKHIR [30 dias]

– Calendário Hindu Vikram (2073-2074)

O Calendário lunissolar da Era de Vikram (Gujarat) foi instituído em 58 a.E.C. por Chandragupta II, cognominado Vikramaditya (Sol da Coragem). Tem 365 dias, agrupados em 12 meses, com 2 quinzenas (Paksha: Fase Crescente [Sudi]; Fase Minguante [Vadi], que correspondem aos nomes do deus Vishnu, a que este rei era muito devotado. Aproximadamente de 30 em 30 meses, faz-se o acerto com a posição do Sol, acrescentando um mês suplementar (Adhik-Maas), que é sempre tido como período de grande santidade, durante o qual os Vratas (votos, jejuns, penitências e visitas aos templos) se multiplicam, bem como a leitura e recitação dos textos sagrados. O ano de 2073 comelou em 1 de Karttika / 31 de Outubro de 2016 e termina no dia 30 de Ashvina / 19 de Outubro de 2017.