Celebrações Litúrgicas e outras até 31 de Dezembro

Celebrações litúrgicas e outras da Igreja Católica Apostólica Romana, entre 1 de Outubro e 31 de Dezembro de 2017.

Outubro

Dia 1 – Domingo XXVI do Tempo Comum

«Arrependeu-se e foi. Os publicanos e as mulheres de má vida irão adiante de vós para o reino de Deus» (Mt 21, 28-32)

Dia 8 – Domingo XXVII do Tempo Comum

«Arrendará a vinha a outros vinhateiros» (Mt 21, 33-43)

Dia 15 – Domingo XXVIII do Tempo Comum

«Convidai para as bodas todos os que encontrardes» (Mt 22, 1-14)

Dia 18 – Festa de S. Lucas, Evangelista

Dia 19 – Dia Mundial das Missões – mensagem do Papa Francisco 

Dia 22 – Domingo XXIX do Tempo Comum

«Dai a César o que é de César e a Deus o que é de Deus» (Mt 22, 15-21)

Dia 28 – Festa de S. Simão e S. Judas, Apóstolos

Dia 29 – Domingo XXX do Tempo Comum – Domingo da Palavra

«Amarás o Senhor teu Deus e o próximo como a ti mesmo» (Mt 22, 34-40)

Novembro

Dias 30 a 05 – Semana Nacional da Educação Cristã

Dia 1 – Solenidade de Todos os Santos

«(…) Os Santos sempre foram celebrados desde o princípio do Cristianismo, particularmente os Mártires.

As Igrejas do Oriente foram as primeiras (século IV) a promover uma celebração conjunta de todos os Santos quer no contexto feliz do tempo pascal quer na semana imediatamente a seguir. Os santos – com destaque para os mártires – são, de facto, modelo sublime de participação no mistério pascal. No Ocidente, foi o Papa Bonifácio IV a introduzir uma celebração semelhante em 13 de Maio de 610, quando dedicou à santíssima Virgem e a todos os mártires o Panteão de Roma, dedicação essa que passou a ser comemorada todos os anos. A partir destes antecedentes, as diversas Igrejas começaram a celebrar em datas diferentes celebrações com idêntico conteúdo. Os irlandeses, por exemplo, celebravam em 20 de Abril uma festa em honra de todos os Santos da Europa. A data de 1 de Novembro foi adoptada primeiro na Inglaterra do século VIII acabando por se generalizar progressivamente no império de Carlos Magno (influência de Alcuíno, que era inglês), tornando-se obrigatória no reino dos Francos no tempo de Luís, o Pio (835), talvez a pedido do Papa Gregório IV. (…)» Agência Ecclesia | Luís Filipe Santos

Dia 2 – Celebração de Fiéis Defuntos

Dia 5 – Domingo XXXI do Tempo Comum

«Dizem e não fazem» (Mt 23, 1-12)

Dia 9 – Festa da Dedicação da Basílica de S. João de Latrão

Dia 12 – Domingo XXXII do Tempo Comum

«Aí vem o Esposo: ide ao seu encontro» (Mt 25, 1-13)

Dias 12 a 18 – Semana dos Seminários

Dia 19 – Domingo XXXIII do Tempo Comum

«Foste fiel em coisas pequenas: vem tomar parte na alegria do teu Senhor» (Mt 25, 14-30)

 – Dia dos Seminários | Dia dos Pobres

Dia 26 – Domingo XXXIII do Tempo Comum – Solenidade de Nosso Senhor Jesus Cristo, Rei do Universo

«Sentar-Se-á no seu trono glorioso e separará uns dos outros» (Mt 25, 31-46)

Dezembro

Dia 3 – Domingo I do Adventoinício do ano litúrgico B

«Vigiai, porque não sabeis quando virá o dono da casa» (Mc 13, 33-37)

Advento – Do latim adventus, significa vinda, chegada, início. O Advento é o primeiro tempo de cada ano litúrgico, como preparação para a vinda de Jesus, que se celebra no Natal.

Dia 8 – Solenidade da Imaculada Conceição da Virgem Santa Maria

Neste dia a Igreja Católica celebra o dogma da Imaculada Conceição (Concepção) de Nossa Senhora, definido pelo Papa Pio IX em 1854.

Através deste dogma a Igreja proclama que a Virgem Maria, Mãe de Jesus e Mãe da Igreja, foi concebida, por um acto de graça especial, sem “pecado original”, logo, isenta de qualquer mancha de pecado. (Ler mais)

Dia 10 – Domingo II do Advento

«Endireitai os caminhos do Senhor» (Mc 1, 1-8)

Dia 17 – Domingo III do Advento

«No meio de vós está Alguém que não conheceis» (Jo 1, 6-8.19-28)

«A tradição litúrgica da Igreja chama o Terceiro Domingo do Advento de Gaudete, o domingo da alegria, porque a antífona de entrada começa com o imperativo: “Alegrai-vos!”, e o texto da segunda leitura também inicia com o “Estai sempre alegres”. Essa antífona de entrada exclama: “Alegrai-vos sempre no Senhor. De novo eu vos digo: alegrai-vos! O Senhor está perto!” (Fl 4, 4.5). Como expressão dessa alegria, pode-se usar, no lugar do roxo, a cor rósea, no tom conhecido como “rosa antigo”. É um roxo suavizado, que exprime a exultação pela aproximação do Santo Natal. Alegrai-vos! Alegremo-nos! O Senhor está perto! Está próximo o Natal; está próxima a Vinda do Senhor; está próximo de nós o Salvador nosso nos diversos momentos de nossa existência! Ele não é Deus de longe; é perto: seu nome será para sempre Emanuel, Deus-connosco!» Fonte

Dia 24 – Domingo IV do Advento

Jesus nascerá de Maria, desposada com José, filho de David (Mt 1, 18-25)

Dia 25 – Natal do Senhor

Dia 26 – S. Estevão, protomártir

Dia 27 – S. João Apóstolo e Evangelista

Dia 31 – Domingo dentro da Oitava do Natal – Festa da Sagrada Família de Jesus, Maria e José

«O Menino crescia, e enchia-Se de sabedoria» (Lc 2, 22-40)