Efemérides para lembrar ou celebrar em Dezembro

 

No mês de Dezembro, sugerimos estas efemérides para lembrar ou mesmo celebrar, se for o caso disso:

Dia 1 (1640) – Proclamação da Restauração da Independência de Portugal, depois de 60 anos de domínio castelhano. D. João IV sobre ao trono.

Dia 2 (1954) – O Senado americano condena Joseph MacCarthy.

Dia 3 (1920) – A Áustria adere à Sociedade das Nações, antecessora da Organização das Nações Unidas.

Dia 4 (1987) – Tem início o conselho dos chefes de Estado e de Governo dos doze membros da CEE (Comunidade Económica Europeia, mais tarde União Europeia), que terminará com um rotundo fracasso.

Dia 5 (1962) – Assinado um acordo entre a URSS e os EUA para uma cooperação sobre o uso pacífico do espaço.

Dia 6 (1185) – Morre D. Afonso Henriques, primeiro Rei de Portugal e Fundador da Nacionalidade.

Dia 7 (1911) – Abolidos os rabichos na China e reforma do calendário chinês.

Dia 8 (1854) – O Papa Pio IX proclama o Dogma da Imaculada Conceição.

Dia 9/10 (1948) – A Assembleia Geral da ONU adopta a Convenção sobre Prevenção e as Sanções do Genocídio, e a Declaração dos Direitos do Homem.

Dia 10 (1801) – É criado em Portugal o Corpo da Guarda da Polícia, antecessor da actual PSP.

Dia 11 (1961) – Declaração do primeiro-ministro Nehru de que a situação em Goa é crítica.

Dia 12 (1963) – O Quénia torna-se uma república independente.

Dia 13 (1981) – O líder polaco W. Jaruzelski proclama o estado de sítio, dissolve o Solidariedade, e prende inúmeras pessoas, entre elas Lech Walesa e outros dirigentes sindicais; de confrontos com o Exército resultou grande número de mortos.

Dia 14 (1918) – Assassínio de Sidónio Pais na estação do Rossio, em Lisboa; era presidente da República desde 11 de Dezembro de 1917; sucede-lhe Canto e Castro.

Dia 15 (1976) – Em Espanha, num referendo, a população aprova com 94,2% dos votos a Lei da Reforma Política.

Dia 16 (1934) – Efectuam-se em Portugal eleições para a Assembleia Nacional, somente com candidatos da União Nacional.

Dia 17 (1971) – Cessam as hostilidades entre a Índia e o Paquistão, vendo-se este obrigado a reconhecer a independência do Bangladesh.

Dia 18 (1941) – Rommel recua na batalha do Norte de África.

[Conheça a cronologia das principais batalhas nos primeiros conflitos modernos]

Dia 19 (1984) – O Reino Unido e a China assinam o acordo que devolve à China, a 1 de Julho de 1997, a soberania de Hong Kong (com seis milhões de habitantes, é o terceiro maior centro financeiro mundial).

Dia 20 (1954) – A URSS ameaça anular o tratado de 1942 com a Inglaterra se o acordo de Paris, de 23 de Outubro, sobre a Alemanha for ratificado.

Dia 21 (1975) – Um comando terrorista árabe faz setenta reféns, em Viena, numa reunião da OPEP, contando-se entre os prisioneiros onde ministros e chefes de delegações árabes; o sequestro durou dois dias e causou três mortos.

Dia 22 (1988) – Foram assinados em Nova Iorque os acordos tripartidos entre Angola, Cuba e África do Sul, que têm por finalidade a retirada das tropas cubanas de Angola e a independência da Namíbia.

Dia 23 (1990) – Num referendo, a Eslovénia pronuncia-se maciçamente a favor da independência.

Dia 24 (1951) – A líbia torna-se uma federação independente sob o rei Idris I.

Dia 25 (1941) – Hong Kong rende-se aos Japoneses.

Dia 26 (1917) – Os sovietes propõem um armistício à Alemanha e à Áustria.

Dia 27 (1927) – A facção de Estaline sai vitoriosa no congresso comunista, e Leão Trotsky é expulso do Partido por divisionismo.

Dia 28 (1982) – Iniciam-se as conversações de paz entre Israel e o Líbano. Na Córsega, verificaram-se durante todo este ano 800 atentados.

Dia 29 (1921) – Os EUA, o Império Britânico, a França, a Itália e o Japão assinam, em Washington, um tratado de limitação do armamento naval.

Dia 30 (1993) – O Corpo de Tropas Paraquedistas e o Regimento de Comandos são extintos e dão lugar à Brigada Aerotransportada Independente.

Dia 31 (1984) – Os EUA, que financiam a UNESCO em 25% do respectivo orçamento, anunciam a sua retirada da organização, em começos de 1986, por discordarem da sua orientação hostil à nação norte-americana.

 

No mês de Dezembro nasceram ou morreram as seguintes personalidades:

No dia 19 de Dezembro de 1901, nasceu Vitorino Nemésio – (Praia da Vitória, 19.12.1901 — Lisboa, 20.02.1978) – Vitorino Nemésio Mendes Pinheiro da Silva foi poeta, romancista e professor da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa. Intelectual açoriano, começou por ser um aluno sofrível que se destacou na poesia. Autor do romance ‘Mau Tempo no Canal’, é um dos grandes escritores portugueses do século XX. Apresentou, na RTP, o popular programa ‘Se Bem me Lembro’ e marcou uma geração. Saber mais

No dia 17 de Dezembro de 1906, nasceu Fernando Lopes-Graça – (Tomar, 17.121906 — Parede, Cascais, 27.11.1994) – Um dos mais notáveis compositor e musicólogo contemporâneos. Formado no Conservatório Nacional de Lisboa, estreou-se com “Variações sobre Um Tema Popular Português”, 1929, para piano. Continuar a ler

No dia 12 de Dezembro de 1908, nasceu Manoel de Oliveira – (Porto, Cedofeita, 11 de Dezembro de 1908 – Porto, Foz, 2 de Abril de 2015) – Foi um cineasta português. Manoel de Oliveira nasceu na freguesia de Cedofeita, na cidade do Porto, numa família burguesa do norte do país, com origens na pequena fidalguia rural. Filho de Francisco José de Oliveira, e de sua mulher, Cândida Ferreira; os seus pais casaram-se na freguesia de Lordelo do Ouro, na cidade do Porto. Tinha dois meios-irmãos, de uma relação do pai anterior ao casamento. Foi registado como Manoel, mas a revisão ortográfica da I República mudou-lhe a grafia do nome para Manuel. Voltou a assinar “Manoel” no final dos anos 70. Continuar a ler

No dia 28 de Dezembro de 1900, morreu Alexandre Alberto da Rocha de Serpa Pinto, 1.º Visconde de Serpa Pinto – (Cinfães, Tendais, Quinta das Poldras, 20.04.1846 — Lisboa, 28.12.1900) – Foi um militar, explorador e administrador colonial português. Saber mais

No dia 22 de Dezembro de 1969, morreu José Régio pseudónimo de José Maria dos Reis Pereira – (Vila do Conde, 17.09.1901 — Vila do Conde, 22-12.1969) – Foi um escritor, poeta, dramaturgo, romancista, novelista, contista, ensaísta, cronista, crítico, autor de diário, memorialista, epistológrafo e historiador da literatura português, para além de editor e director da influente revista literária Presença, desenhador, pintor, e grande conhecedor e coleccionador de arte sacra e popular. Tem uma biblioteca e uma escola secundária com o seu nome em Vila do Conde e em Portalegre uma escola do ensino básico. Continuar a ler

No dia 31 de Dezembro de 1985, morreu João de Araújo Correia – (Canelas, Peso da Régua, 01.01.1899 – Peso da Régua, 31.12.1985) – Depois da instrução primária feita na Régua, conclui a 5.ª classe e exames singulares de inglês e francês em Vila Real (1912). Seguidamente, na Escola Académica do Porto, completa, em três anos, o Curso dos Liceus. João de Araújo Correia, com dezasseis anos de idade, entra para a Escola Médica do Porto, mas, por falta de saúde, vê-se forçado a interromper os estudos ao fim de três anos de proveitosa frequência. Leva seis anos a restabelecer-se, em Canelas do Douro. Continuar a ler