Encontro Nacional de Jovens Folcloristas

(…) Nós, portugueses, estamos não nas vésperas, mas em plena fase de perdermos toda essa riqueza do passado. Se não corrermos rapidamente a salvar o que resta, seremos amargamente acusados pelos vindouros, pelo crime indesculpável de ter deixado perder o nosso património tradicional, dando mostras de absoluta incúria e ignorância. Se não o fizermos, daqui a duas gerações podemos ser um povo descaracterizado e profundamente pobre… (…)” (Jorge Dias)

Cartaz do Encontro Nacional de Jovens FolcloristasA Federação do Folclore Português (FFP), fundada em 1977, é uma instituição cultural sem fins lucrativos, com estatuto de utilidade pública, sedeada em Arcozelo (Vila Nova de Gaia).

O corrente ano assinalará o 40º aniversário desta instituição. A 28 maio de 2017 iremos comemorar esta efeméride juntamente com o Dia Nacional do Folclore Português. Contudo, esta festa institucional não se cingirá numa única data. Pela importância de que este momento se reveste, as comemorações prolongar-se-ão por todo o ano de 2017. Cada atividade dinamizada pela FFP terá como tema central as quatro décadas desta nossa instituição ao serviço da cultura tradicional e popular portuguesa.

Para além das atividades a promover, haverá lugar a diversos eventos formativos, contactos com entidades nacionais e internacionais procurando estabelecer novas sinergias e projetos diferenciadores conferidores de novos impulsos ao nosso movimento.

Um desses projetos é o Encontro Nacional de Jovens Folcloristas que terá lugar no Centro Cultural de Mira de Aire, no dia 1 de abril próximo, organizado pelo Gabinete da Juventude da Federação do Folclore Português, subordinado ao tema “Folclore na Era Digital”.

Queremos, neste encontro, refletir o trabalho de cada um dos jovens dentro dos nossos grupos e no seio das nossas comunidades culturais, não esquecendo as temáticas já debatidas nos últimos anos.

Planeamos assim:

1. Debater aceções de etnografia e folclore na contemporaneidade;

2. Formar e capacitar os jovens folcloristas, nas diferentes áreas, para melhor desempenho nos seus grupos;

3. Compreender a etnografia e o folclore enquanto eixos estratégicos na construção da sociedade global;

4. Facultar abordagens de ações inovadoras nos grupos de folclore;

5. Promover a representatividade e a qualidade global do movimento folclórico português;

Este encontro contará com a presença de quase 4 centenas de participantes.

Programa

08h30 – Abertura do Secretariado

09h30 – Sessão de boas vindas

10h00 – Temas de reflexão e debate crítico

T01 – Folk 3.0

10h45 – Intervalo

11h15 – T02 – Museologia Social

13h00 – Almoço (a decorrer na Escola Secundária de Mira de Aire)

15h00 – Trabalhos de grupo (a decorrer no Centro Cultural de Mira de Aire)

E01: Dirigentes associativos

E02: Direção técnica de dança

E03: Direção técnica de música

E04: Direção técnica de canto

E05: Direção técnica de trajes

E06: Estratégias de comunicação, informação e imagem (comunicação, design, imagem, redes sociais, sites e outros)

E08: Recolher e preservar

18h00 – Plenário e encerramento (Centro Cultural de Mira de Aire)