Fevereiro, segundo mês do ano

 

O nome deste mês provém do latim Februarius, mês da expiação e purificação. Expiação porque no dia 15, no calendário romano, havia a Februa, grande festa de purgação e expiação.

Durante essas festas era costume imolarem-se animais em sacrifícios expiatórios. Era também neste mês que os romanos homenageavam Pan, o protector dos campos, dos rebanhos em geral e sobretudo dos pastores, bem como outros deuses – como era o caso de Termino ou Termo, divindade tutelar dos marcos e balizas dos campos.

Purificação vinha do Antigo Testamento e concretizada nas prescrições do Levítico. O Novo Testamento fala da purificação da Mãe de Jesus e, a lembrá-la, já no século IV era celebrada em Jerusalém a 14 de Fevereiro. No Ocidente fixou-se a 2 de Fevereiro, 40 dias a contar de 25 de Dezembro.

No 2º calendário romano, Fevereiro era o 12º mês. Quando Júlio César, no ano 46 antes de Cristo, reformou o calendário, conservou ao mês de Fevereiro os 28 dias que ele tinha e, como deu ao ano 365 dias e 6 horas, estabeleceu que, de 4 em 4 anos, fosse aumentado um dia a Fevereiro – o mês mais curto do ano – dando assim origem ao ano bissexto.

Os antigos representavam o mês de Fevereiro sob a figura de uma mulher vestida com uma túnica azul e tendo nas mãos um pato, ave aquática, na mão e um vaso transbordante de água na cabeça, indicando a natureza chuvosa do mês.

No dia 14 de Fevereiro, celebra-se o Dia de S. Valentim, ou Dia dos Namorados. A propósito, sabe o que são os “Lenços dos Namorados“?

 

Da natureza e efeitos do Signo dos PEIXES

(19 de Fevereiro a 20 de Março)

Este signo é figurado por dois peixes, e significa que assim como os peixes são húmidos e estão sempre na água, também, entrando o Sol neste signo, o tempo é húmido e abundante de águas. É signo feminino, nocturno, aquático e comum de inverno e verão. É de natureza fria e húmida, pela qual influi e imprime frialdade e humidade intemperada e danosa, às águas das lagoas e fontes, causando nelas corrupção e fazendo-as salobras. É casa nocturna e diurna de Júpiter, exaltação de Vénus, queda e detrimento nocturno de Mercúrio e sua tristeza.

O varão que nascer debaixo da influência deste signo será amigo de ver terras, deleitar-se-á de andar por mar, será muito comilão, pela qual causa poderá vir a ser enfermo, se o seu planeta não ajudar a sua compleição. Denota que será homem de poucas palavras, que será inclinado a largar a sua pátria e que terá uma larga enfermidade aos quinze anos, outra aos trinta e a terceira aos trinta e oito; mas promete-lhe conforme sua natureza, sessenta e cinco anos de vida.

Se for fêmea, denota que padecerá achaques de olhos, que será muito honesta e piedosa e molestada do mal da madre. E, finalmente, que se deve guardar de fogo, porque lhe denota grandes danos e uma enfermidade ais doze anos, outra aos vinte e um e aos trinta outra; e promete, conforme sua natureza, cinquenta e nove anos de idade.

(in “Lunário Perpétuo” – edição de 1901)

 

Superstições e crendices no mês de Fevereiro

Para os nascidos neste mês as flores da sorte são as primaveras, tidas como protectoras contra os espíritos malignos. Não se deve oferecer uma ou duas flores – pois são de mau agouro para quem as recebe – mas sim um ramo abundante.

As pedras preciosas que proporcionam felicidade quando oferecidas às pessoas no dia do seu aniversário em Fevereiro são as ametistas, símbolo de sinceridade. A palavra ametista provém do grego e significa “não estar embriagado”. Considerava-se que a sua posse evitava os efeitos do álcool.

Os agricultores acreditam que se neste mês ouvirem os primeiros trovões do ano, haverá muita geada e pouca fruta onde se ouvirem esses trovões.

 

Crença popular – Casado no tempo sonolento de Fevereiro a vida percorrerão a compasso juntos.

 

Provérbios:

– O primeiro de Fevereiro jejuarás, o segundo guardarás e o terceiro é dia de S. Brás; semeia o cebolinho e tê-lo-ás.
– Fevereiro chuvoso faz o ano formoso.
– Em Fevereiro, mete obreiro; pão te comerá, mas obra te fará.
– Fevereiro, curto mês e o menos cortês.
– Em Fevereiro, ergue-se o centeio, a aveia enche o celeiro e a perdiz afaz-se ao poleiro.

 

Os meses do ano: Janeiro | Fevereiro | Março | Abril | Maio | Junho | Julho | Agosto | Setembro | Outubro | Novembro | Dezembro