Fins-de-semana gastronómicos | Janeiro 2018

 

Há já dez anos que o Turismo do Porto e Norte de Portugal organiza os Fins-de-Semana Gastronómicos,  desta vez entre Novembro 2017 e Maio 2018.

Também nós desejamos, de forma singela, contribuir para a divulgação desta importantíssima iniciativa, e assim ajudar na promoção da gastronomia e dos vinhos do Norte de Portugal.

Este ano queremos que traga ainda mais pessoas consigo, família e amigos. Queremos que vá onde nunca pensou ir, desde o enigmático extremo nordeste até ao vale que dizem que é Douro, ao extremo ocidental onde o verde, o fresco e o leve são sabores que o aguardam, até à região metropolitana do Porto, que é tão rural quanto urbana.” (PortoeNorte)

Neste artigo, vamos divulgar os concelhos do Norte de Portugal que promovem a sua gastronomia e os seus vinhos durante o mês de Janeiro.

 

Tabuaço – 5, 6 e 7 de Janeiro

A gastronomia do concelho de Tabuaço é rica em carne, tendo como pratos típicos o bife com molho de Vinho do Porto, cabrito assado com arroz de forno, javali, presunto e fumeiros, acompanhados por legumes e frutos da época. Como sobremesa temos o arroz doce, pudim de ovos, aletria, bolo-rei, folar de azeite e o pão-de-ló na Páscoa. Os vinhos de mesa, produzidos na região, acompanham a refeição.

O que pedir nos restaurantes aderentes: Bife de Lombo com Molho de Vinho do Porto | Arroz Doce

 

Amarante – 12, 13 e 14 de Janeiro

A cozinha amarantina é baseada em pratos substanciosos, como o cabrito serrano, a vitela arouquesa e a maronesa, as feijoadas, as tripas, o cozido à Portuguesa e os célebres bacalhau à Zé da Calçada e bacalhau à Custódia (apesar deste último, que corresponde a uma das muitas formas de cozinhas o bacalhau, ainda presente na gastronomia local, não utilizar essa designação).

O que pedir nos restaurantes aderentes: Fumeiro (bacon, chouriça e presunto) | Cabrito assado (serrano) | Doces conventuais

 

Marco de Canaveses – 19, 20 e 21 de Janeiro

Situado entre dois rios internacionais, o Douro e o Tâmega, o Marco de Canaveses convida o visitante à descoberta de sensações e tradições. Em terras de Carmen Miranda, descubra os nossos vinhos premiados e outros néctares dos nossos Vinhos do Marco de Canaveses, que devem acompanhar a nossa gastronomia regional.

Propomos, a quem nos visita, o tradicional Anho Assado com Arroz de Forno, o Verde e a Lampreia. Para os gulosos, deixamos tentações como as Fatias e as Cavacas do Freixo, os Biscoitos de Soalhães, o Pão-de-Ló e o Pão-Podre. No final do repasto, aproveite para visitar a igreja de Santa Maria e a cidade romana de Tongobriga.

O que pedir nos restaurantes aderentes: Verde/Bazulaque | Anho Assado com Arroz de Forno | Fatias do Freixo

 

Vizela – 19, 20 e 21 de Janeiro

O vale de Vizela é exemplar de um saber ancestral que preserva os usos e costumes da boa mesa portuguesa. Do bacalhau à vitela, passando pelos rojões e papas de sarrabulho, em Vizela pode-se encontrar um pouco desta tradição.

Tendo em conta as origens da permanência humana neste lugar e a sua forte conexão às águas termais, levou o pragmatismo deste povo a recorrer à “Bica da Água Quente” para aí, no meio da água termal aquecida naturalmente, depenar as peças de carne alimentar, sobretudo os frangos e galinhas, que utilizava na confecção de vários pratos.

O que pedir nos restaurantes aderentes: Frango Merendeiro | Bolinhol

 

Ponte de Lima – 26, 27 e 28 de Janeiro

Ponte de Lima distingue-se como Destino gastronómico pela qualidade dos seus produtos endógenos, bem como toda a herança que transitou entre famílias e que preservou a tradição da confecção de verdadeiras iguarias, como o Arroz de Sarrabulho à moda de Ponte de Lima, o Bacalhau de Cebolada, a Espetada do Brutus, o Naco de Minhota e o Leite-creme que, aliados aos excelentes Vinhos Verdes de Ponte de Lima (Loureiro e Vinhão), oferecem uma experiência enogastronómica única.

O que pedir nos restaurantes aderentes: Rojões à Minhota | Arroz de Sarrabulho à moda de Ponte de Lima | Leite-creme

 

Fonte: Brochura do Turismo do Porto e Norte de Portugal