Frutas e legumes a consumir em Novembro

Ao iniciarmos o mês de Novembro, devemos tomar consciência de que há alimentos, particularmente frutas e legumes ou hortaliças (verduras), que devem ser adquiridos especialmente neste tempo, pois é agora que eles atingem a sua melhor e mais saborosa fase para consumo.

Fique a conhecer quais são e não se esqueça de os adquirir quando for a uma superfície comercial, melhor ainda se for num mercado tradicional.

 

Clementinas – «A clementina é em quase tudo muito semelhante à tangerina, mas é um híbrido resultante do cruzamento da tangerina com a laranja amarga, e por isso tem a casca mais fina e poucos, ou nenhuns, caroços.

É um pouco mais oval, de com casca lisa e laranja brilhante, tem um sabor doce e acidulado.

A clementina é igualmente pobre em calorias e uma fonte de vitamina C, água, caroteno, potássio, fibra e cálcio, e por isso uma verdadeira pílula natural de saúde que fornece energia suficiente para fortalecer o corpo, sobretudo durante o invernoSaber mais

 

Endívias – «Com a sua forma afunilada, a endívia, Cichorium endivia de seu nome original, é da família das chicórias, vegetais com folhas amargas, cujas virtudes medicinais eram famosas para os Gregos, Egípcios e Romanos. Chamavam a endívia de ‘amiga do fígado’.

A endívia, como a conhecemos hoje, só apareceu no século XIX, na cave de um agricultor que tentava esconder a sua produção para assim fugir aos impostos. Um milagre da natureza, cheio de benefícios nutricionais e dietéticos.

A endívia acumula muitas vantagens nutricionais e é um verdadeiro concentrado de vitaminas, oligoelementos e minerais que agem sobre o crescimento e a vitalidade. Tudo isso participa também na prevenção de inúmeras doenças cardiovasculares e alguns tipos de cancro, nomeadamente, digestivos.» Saber mais 

 

Rabanete – «O rabanete é legume de um cultivo de raiz, seu gosto pode ser picante ou doce no paladar com uma grande quantidade de suco. Ele pode ser branco, vermelho, roxo ou preto, e em termos de forma, pode ser longo e cilíndrico ou redondo. Eles podem ser comidos crus, cozidos ou em conserva. O óleo obtido a partir das sementes de rabanete também é utilizado numa série de produtos e aplicações benéficas para a saúde.

As partes do rabanete que geralmente são consumidas são as folhas, flores, vagens e sementes. O nome científico de Rabanete é nabo forrageiro, que pertence à família Brassicaceae. Ele também é conhecido como Daikon em algumas partes do mundo, principalmente nos mercados asiáticos. Então, Confira Os Benefícios do Rabanete Para Saúde.

Os rabanetes são muito bons para o fígado e estômago, e agem como um poderoso desintoxicante também. Isso significa que ele purifica o sangue e elimina toxinas e resíduos. É extremamente útil no tratamento da icterícia porque remove a bilirrubina e mantém também a sua produção em nível estável. Ele também reduz a destruição das células vermelhas do sangue que acontece com as pessoas que sofrem de icterícia, aumentando a oferta de oxigênio fresco para o sangue. O rabanete preto é os mais preferidos no tratamento da icterícia, assim como suas folhas.» Saber mais

 

Kiwi – «O kiwi é um fruto de beleza rara, casca peluda e interior rico em clorofila. É tão bom que se aproveita tudo. Perfeito para fazer parte da sua rotina: num batido, numa salada, para acompanhar pratos de peixe e galinha, simples ou numa sobremesa.

Há muitas espécies de kiwi, com cores e tamanhos variados. Os mais pequenos têm 2 g e os maiores chegam aos 200 g. Há os de polpa verde, amarela e laranja, com e sem pêlos.

A variedade mais comum chama-se Actinidia deliciosa e o nome diz tudo: é tão bom que se aproveita tudo. Come-se a polpa, as sementes e até a casca. Na verdade a casca tem ainda mais fibra e vitamina C do que a polpa. Se a pelagem lhe fizer confusão, pode sempre “depilar” o kiwi, raspando a pelagem exterior com uma faca. Uma das variedades em franca expansão é o kiwi gold, bastante mais doce e saboroso do que o kiwi verde.

O kiwi é dos frutos com mais vitamina C, que contribui para o normal funcionamento do sistema imunitário, e é uma boa razão para, com ou sem casca, o incluir na rotina diáriaSaber mais

 

Laranja – «A laranja é rica em antioxidantes que ajudam a reduzir o colesterol, prevenir doenças cardíacas e derrames. Este fruto contém uma substância designada de pectina, que ajuda a absorver as gorduras provenientes do colesterol. Por ser uma rica fonte de potássio, ajuda a proteger o nosso coração de doenças cardíacas como a arritmia.

Por ser rica em vitamina C, a laranja é uma óptima aliada contra gripes e constipações, reforçando assim as nossas defesas do organismo e o nosso sistema imunitário. Para além disso, tem propriedades anti-inflamatórias que podem ajudar a combater problemas urinários e a curar amigdalites.

Por ser rica em vitaminas do complexo B, como a tiamina e folatos, a laranja pode ajudar a aliviar os efeitos do stress, da ansiedade e da depressão.

 Por serem ricas em fibra, as laranjas favorecem o funcionamento do sistema digestivo e melhoram o trânsito intestinal. Os médicos afirmam mesmo que o consumo deste fruto ajuda a reduzir o inchaço abdominalSaber mais

 

Salsifis – «Já os gregos antigos consumiam esta raiz-legume com agrado e conheciam-na como “barbas de chibo”, vê-se bem porquê. Não se conhece a sua origem, mas a sua fama foi conquistando povos ao longo dos séculos. Os franceses medievos adoravam-na e consumiam-na em diversos preparos. Com Luís XIV, que por ela não morria de amores, o seu consumo ficou circunscrito às regiões mais frias de França, como a Lorena e a Alsácia.

O Salsifis é rico em açúcares, o triplo do que habitualmente podemos encontrar na maioria dos legumes, contudo é bem tolerado por diabéticos, dado serem açúcares de fácil assimilação. É ainda interessante o seu aporte vitamínico, sobretudo em vitaminas do grupo B.» Fonte

 

Conheça, também, o que pode e deve semear  na sua horta, durante este mês de Novembro. E boas colheitas, quando chegar o tempo!