Maio, o quinto mês do ano

 

Maio deriva do latim Marius, o 3º mês do ano do calendário romano de Rómulo, já então com 31 dias. Com a reforma de Numa Pompílio passou a 5º mês do ano com 30 dias, lugar que conservou até hoje. Júlio César restituiu-lhe o dia retirado.

Os Romanos, no primeiro de Maio, ofereciam sacrifícios a Maia (deusa romana do crescimento), Mãe de Mercúrio e crê-se que daí veio a denominação do mês.

Era, também, no primeiro dia de Maio que os romanos começavam inúmeras cerimónias para festejar o renascimento da vida vegetal. Entre estas estavam as floralias, em honra de Flora, deusa protectora das flores os jogos florais: as mulheres brincavam a dançavam noite e dia, sendo coroadas de flores as que alcançassem o prémio. Desde então ficou o costume de enfeitar as portas e janelas com maias ou flores de giestas, costume que ainda se observa em certas regiões do país.

Maio era figurado por um mancebo bem-parecido, coberto com uma vestidura branca e verde bordada com várias flores, com uma grinalda de rosas na cabeça e um pavão aos pés, ou então com uma lira numa das mãos e um rouxinol na outra.

 

Da natureza e efeitos do Signo de GÉMEOS

(21 de Maio a 21 de Junho)

Este signo é figurado por dois meninos abraçados, denotando a suavidade do tempo, que causa o Sol entrando no dito signo, o qual é natureza de ar quente e húmido e assim influe e gera um tempo muito temperado para todas as plantas, árvores e coisas de vigor. É casa diurna de Mercúrio, detrimento e tristeza de Júpiter. É signo masculino e diurno e comum ao verão e inverno, influindo calor e secura temperada. Entra o Sol neste signo a 20 de Maio e até que sai cresce o dia meia hora.

O varão que nascer debaixo da influência deste signo será de boas entranhas e liberal; denota que sua natureza o inclinará a não viver e sua pátria; que andará muitos caminhos, será pessoa de muito crédito e virá a ter muita fazenda; mostra que será diligente em suas coisas e que se verá em perigo de água; e guarde-se de cão danado, porque lhe prognostica ser ferido deles, e finalmente denota que padecerá quatro enfermidades até aos trinta anos e que daí em diante viverá mais são e lhe promete, conforme sua natureza, sessenta e oito anos de vida.

Se for fêmea denota que será de grande constância, estimada, tida em muita conta e inclinada aos santo matrimónio. Receberá grande pesar das coisas mal feitas e denota que padecerá algumas enfermidades; mas promete-lhe este signo, conforme sua natureza, sessenta e dois anos de vida.
(in “Lunário Perpétuo” – edição de 1901)

 

Superstições e crendices no mês de Maio

Para os nascidos neste mês as flores da sorte são os lírios, flor desde sempre considerada o símbolo da virgindade. Muitas pessoas acreditam que dá azar quebrar ou danificar estas plantas, em especial o homem, pois afirma-se que tal acto ameaça a pureza dos membros do sexo feminino da família.

As pedras preciosas que proporcionam felicidade quando oferecidas às pessoas no dia do seu aniversário em Maio são as esmeraldas, símbolo da esperança. A esmeralda é a pedra mais apreciada a seguir ao diamante. O seu verde varia de tom aveludado e translúcido ao azulado e amarelado. Nestas últimas tonalidades a esmeralda é conhecida por água-marinha.

Os agricultores acreditam que se neste mês se ouvirem os primeiros trovões, significa abundância de águas e falta de aves; porém quantidade de pão e legumes, onde se ouvem.

 

Crença popular – Casado quando as flores de Maio despontam, estranhos em torno do teu barco se sentarão.

 

Provérbios:

– Maio que não dê trovoada, não dá coisa estimada.
– Maio couveiro não é vinhateiro.
– Maio pardo e S. João claro valem mais que os bois e os carros.
– Maio sem trovão é como caldo sem feijão.
– Maio de calor a todo o ano dá valor.
– Maio frio, Junho quente, torna o lavrador valente.

 

Os meses do ano: Janeiro | Fevereiro | Março | Abril | Maio | Junho | Julho | Agosto | Setembro | Outubro | Novembro | Dezembro