Turismo em Portugal – visitas, passeios e muito mais

 

Sobre o turismo em Portugal

Portugal – de Norte a Sul, sem esquecer as regiões autónomas dos Açores e da Madeira – é, indubitavelmente, um país cheio de encantos e belezas sem fim.

É o património natural: das altas montanhas até às vastas planícies, passando pelos vales e planaltos… É o património construído, ao logo dos séculos, por homens e mulheres, com visão e capacidade de liderança: os castelos e palácios, os conventos e mosteiros, as igrejas e as catedrais… marcas de um passado grandioso que importa preservar. São as paisagens humanizadas; por exemplo, o Minho verdejante, a Região Demarcada do Douro (a mais antiga do mundo!), com os seus socalcos e as suas vinhas imensas até perder de vista, …

São os usos, costumes e tradições, transmitidos de geração em geração e guardados, quantas vezes, ciosamente, na memória apenas dos mais velhos. É a gastronomia farta, acompanhada por vinhos de características tão diversificadas que parecem não ter fim… São as suas gentes, francas e hospitaleiras, como haverá poucas no mundo…

Aos poucos, vamos disponibilizando no Calendarios.Info sugestões para visitas, para passeios pedestres e outros, relacionadas com espaços, locais e paisagens magníficas de Portugal, que todos nós deveríamos conhecer.

Venha connosco conhecer Portugal, pondo em prática o slogan bem conhecido: “Vá para fora cá dentro!

 

Sobre o turismo em geral

Muitas pessoas deslocam-se para conhecerem um país, para praticar um desporto, para visitar uns familiares ou amigos, para irem à praia ou à montanha, ou, simplesmente, por puro prazer!

Mas há outros motivos para fazer turismo. Por exemplo, muitas pessoas acorrem às nascentes de águas mineromedicinais. Os lugares santos das diversas religiões (como o santuário de Nossa Senhora de Lourdes, Jerusalém, Meca, Benares, etc.) atraem, anualmente, milhões de peregrinos ou se simples turistas. E as feiras, congressos e exposições reúnem numerosos turistas interessados nos assuntos a discutir ou materiais a expor.

Mas há, ainda, pessoas que improvisam as suas férias. No entanto, muitas vezes, dada a necessidade de reservar hotel, cada vez as férias são preparadas atempadamente e com muito cuidado, pois as possibilidades são numerosas. Uns habituam-se a um lugar, enquanto outros preferem visitar todos os anos um local diferente.

A montanha, antigamente um obstáculo para o viajante, converteu-se num ponto de atracção para o ser humano que vive na cidade. Não só permite a prática do alpinismo, como oferece a floresta, os lagos, longos passeios em contacto com a natureza, para além de diversos outros desportos mais ou menos radicais. A prática do esqui, progressivamente difundida desde 1910, converteu numerosas estações de Inverno em importantes centros turísticos.

Indubitavelmente, o mar constitui outro grande pólo de atracção, sobretudo nas costas mediterrânicas e também nas praias de muitos países industrializados. Permite o contacto com o mar e prática da natação, com todos os benefícios associados, o convívio com pessoas e costumes diferentes daqueles a que estamos habituados no dia-a-dia… Até há alguns anos atrás, o mar era o grande atractivo turístico do Verão, tal como era a montanha no Inverno. (1)

Fonte: (1) Enciclopédia Juvenil Alfa Estudante (texto adaptado)