A Verdade e a Mentira | Textos interessantes

 

Reza uma lenda do séc. XIX que, um dia, a Verdade e a Mentira se encontraram, e começaram a conversar sobre “isto e aquilo”. De repente, a Mentira disse à Verdade: «Está um dia tão bonito». E estava de facto um dia muito bonito.

Passam algum tempo juntas, passeando, até que chegam junto de um poço. «A água está tão agradável, porque não tomamos um banho as duas?», sugeriu a Mentira.

A Verdade, embora um pouco reticente, lá toca na água, e verifica que a água estava realmente agradável. Despem-se e banham-se.

De repente, a Mentira sai da água muito depressa, veste as roupas da Verdade e foge a correr.

A Verdade salta do poço e procura, por toda a parte, a Mentira, com o intuito de recuperar as suas vestes.

Pelo caminho, encontra o Mundo, e este, vendo-se confrontado com a nudez da Verdade, revira os olhos, entre o desprezo e a raiva. A Verdade volta, então, para o poço onde tinha tomado banho com a Mentira, e desaparece para sempre, de modo a esconder a vergonha.

Desde então, a Mentira tem andado a percorrer o Mundo com as roupas da Verdade, satisfazendo os caprichos das pessoas, e o Mundo continua até hoje a recusar-se a encarar a Verdade nua.

A Verdade continua escondida!
(Texto encontrado em vários locais, e adaptado) | Imagem de destaque

 

Verdade1, s.f. (do latim veritate-). Qualidade daquilo que é verdadeiro, ou pela qual as coisas se apresentam tais quais são; realidade, exactidão. | Conformidade do que se diz com o que é. | Certeza. | Coisa certa e verdadeira; princípio certo. | Sinceridade, boa-fé. | Opinião conforme o que realmente é. | Princípio certo, axioma. | Máxima, sentença. | Rigor, exactidão, precisão. | Representação fiel de alguma coisa existente na natureza. | Carácter próprio. | A verdade em pessoa, diz-se de quem nunca mente, de quem é sempre fiel à verdade. | De verdade, verdadeiramente; o m. q. em verdade e na verdade. | Direita verdade, verdade absoluta; o m. q. pura verdade. | Dizer as verdades a alguém, censurar-lhe livremente as suas faltas, os seus defeitos. | Em verdade, verdadeiramente; em perfeita conformidade com o que se sente, se pensa ou se sabe de um facto; efectivamente, certamente; decerto, seguramente, efectivamente, realmente. | Falar verdade ou falar a verdade, exprimir o que na realidade sente ou sabe; não mentir, ser verdadeiro e sincero. | Faltar à verdade, mentir, fazer afirmações falsas. | Não se apartar uma unha da verdade, não discrepar da verdade; ser absolutamente verdadeiro. | Na verdade, o m. q. em verdade. | Por os pés de verdade, fazer crer, tornar crível. | Pura verdade, ou verdade pura, verdade incontestável, clara e positiva, sem encarecimento, sem exageração. | Ser menos que verdade, ser mentira, não ser verdade. | Ser verdade, não poder sofrer contestação ou desmentido; estar averiguado ou confirmado. | Valha a verdade, diga-se a verdade; salve-se a verdade; a verdade primeiro que tudo. | Usa-se também esta expressão quando se tem certa dúvida no que se diz, a fim de não se ficar responsável pela afirmação, se os factos a desmentirem. | Verdade é que,  ainda que; apesar de que; contudo; mas. | Verdade, verdadeira, o m. q. pura verdade e verdade verdadinha. | Verdade verdadinha, o m. q. verdade pura e direita verdade.

1 Fonte: Grande Dicionário da Língua Portuguesa, coordenação de José Pedro Machado