Actividades agrícolas e outras no mês de Abril

Depois da leitura deste artigo, vai ficar a conhecer as tarefas que, durante o mês de Abril, pode e deve realizar em diversos espaços e locais relacionados com a actividade agrícola, pecuária, jardinagem e outras, …

Na horta

No mês de Abril, deve sachar, mondar e, se necessário, regar, de preferência nas primeiras horas da manhã.

Defender a horta dos ataques dos insectos e das lesmas com pesticidas apropriados.

Semear: abóbora, alface, chicória, couve-galega, espinafre, ervilha, feijão, melancia, melão, nabiças, pepino e rabanete.

Plantar ou transplantar: alface, batata, cebola, chicória, couves, pimentos e tomates.

No pomar

Plantar fruteiras de espinho (laranjeiras, etc.).

Em Abril, enxertar diversas fruteiras e aplicar bons ungentos, que facilitam o pegamento; inspeccionar as ligaduras dos enxertos feitos anteriormente.

Proceder a esladroamentos, principalmente nas fruteiras novas e nos enxertos executados anteriormente.

Terminar a poda dos citrinos, por vezes limitada à supressão dos ramos secos e dos ladrões mal implantados.

Desbotoar os pessegueiros assim que os botões medirem 2-3 centímetros.

Pulverizar: contra o pedrado das macieiras, contra lapas e escamas dos citrinos, contra os atídios, piolhos, pulgões e outros insectos.

No campo

Proceder à preparação das terras destinadas às próximas sementeiras.

Para aceleração das ervas daninhas, em Abril devem-se lavrar e gradar as terras de pousio.

No jardim

Durante o mês de Abril, deve concluir a poda das roseiras.

Semear relva; aparar as sebes e a relva que esteja em pleno desenvolvimento.

Plantar andorinhas, begónias, dálias, gladíolos, jarros amarelos, etc., mantendo-se o terreno mais ou menos humedecido, mas sem excesso.

Melhorar os solos compactos incorporando-lhes terriços e restos de folhas.

Sachar e adubar os talhões das roseiras que se mostrem enfraquecidos.

Na vinha

Proceder à adubação das vinhas cansadas.

Proceder aos respectivos tratamentos contra o míldio, oídio e outros inimigos das videiras.

Na adega

Concluir, em tempo seco e calmo, as trafegas, as colagens e os engarrafamentos dos vinhos e das aguardentes e prosseguir na vigilância às vasilhas, evitando os vazios que se preencherão com gás sulfuroso ou com atestos.

Manter limpos os materiais e utensílios existentes na adega, a qual, sobretudo se o tempo decorrer húmido, deve ser arejada nas horas de sol para evitar o aparecimento e proliferação de bolores.

Com animais

Especiais cuidados na higiene das vacas leiteiras; separar os vitelos das mães.

Vacinar os porcos contra o “mal rubro“.

 

Se quiser receber no seu email os novos artigos publicados, subscreva a nossa Newsletter!

Mantemos os seus dados privados e nunca os partilharemos com terceiros.
Leia a nossa Política de privacidade.