Cronologia essencial – grandes marcos da Arqueologia

Arqueologia

A Arqueologia é a ciência que estuda as culturas e os modos de vida do passado a partir da análise de vestígios materiais, isto é, uma ciência social que estuda as sociedades já extintas, através dos respectivos restos materiais.

Vamos deixar aqui as datas mais importantes sobre a Arqueologia:

1709 – Descoberta da cidade romana de Herculano (Itália), cujas escavações foram iniciadas.

1748 – Descoberta da cidade romana de Pompeia, que seria estudada por Winckelmann, o «pai da arqueologia» (Itália)

As cidades de Herculano e Pompeia, na Baía de Nápoles, foram enterradas em cinza e outros materiais vulcânicos, após as erupções do Monte Vesúvio, na tarde do dia 24 de agosto de 79 d.C.

O relato da explosão do vulcão passou para a história graças a Plínio, o Jovem, que perdeu seu tio, Plínio, o Velho vítima dos vapores vulcânicos, enquanto comandava uma operação de socorro.

1765 – Niebuhr identifica as ruínas de Persépolis, residência de Dario e Xerxes (Irão)

1790 – Descobre-se a Pedra do Sol (O Calendário Asteca) na Praça da Constituição do México (México)

Descoberta da “Pedra Roseta”

1799 – Um membro da expedição de Napoleão ao Egipto descobre, no delta do Nilo, a “Pedra de Roseta” (escrita em três línguas), que permitirá a Champollion decifrar a escrita hieroglífica egípcia em 1822 (Egipto)

1800 – Lord Elgin principia a desmontar o friso de Fídias no Parthénon

1809 -Aparecimento do primeiro volume da Descrição do Egipto

1818 – Belzoni entra na pirâmide de Quéfren e penetra até à sua câmara mortuária (Gizé, Egipto)

1822 – Champollion descobre o segredo dos hieróglifos Egípcios, a partir da Pedra Roseta

1827 – Lucien Bonaparte inicia as primeiras buscas acerca dos Etruscos

1834 – Texier descobre as ruínas de Hattusa, capital do império hitita (Bogazkoy, Turquia)

1836 – Boucher de Perthes descobre o primeiro machado pré-histórico

1837 – Rawlinson copia a inscrição trilingue do alcantilado de Behistum, com o que completará a decifração da escrita cuneiforme (Irão)

1839 – Stephens descobre a cidade maia de Copan (Honduras)

1843 – Botta encontra Nínive, capital da Assíria, onde uns anos mais tarde se descobrirá a biblioteca de Assurbanipal (Iraque)

1845 – Layard explora as ruínas assírias de Nimrud (Iraque).

1849 – Layard, nas suas escavações em Nínive, encontra os arquivos de Assurbanipal

1853 – Uma seca deixa a descoberto várias aldeias lacustres que datam de há pelo menos 5.000 anos (Suíça)

1856 – Descoberta do esqueleto de Neanderthal

1860 – Henri Mouhot descobre as ruínas de Angkor Thom (Camboja)

1870 – Schliemann inicia a escavação de Tróia (Hissarlik, Turquia)

1875 – Início das escavações do Olímpio, e descoberta do Hermes de Praxiteles.

1876 – Schliemann começa a escavar Micenas (Grécia)

1879 – Sautuola descobre a «sala das pinturas» de Altamira (Espanha)

1884 – Schliemann inicia a escavação da fortaleza micénica de Tirinte (Grécia)