Fruta – o que conhecer sobre os mitos!

A ingestão de fruta é saudável!

Será que pode comer a quantidade de fruta que lhe apetecer, apenas porque se trata de um alimento reconhecidamente saudável? E beber um sumo natural, será que é o mesmo que comer uma peça de fruta?

Conheça a resposta a estas e a outras questões de seguida, onde serão “desfeitos” alguns mitos que já duram há décadas!

Já não é novidade que os hortofrutícolas fornecem um vasto leque de substâncias fundamentais ao bom funcionamento do organismo, onde se incluem as vitaminas, os minerais, as fibras e outros componentes com propriedades antioxidantes.

Também não é novidade que nenhum fruto ou legume tem, por si só, todos os nutrientes de que necessitamos, pelo que é fundamental variar. O que muitas vezes não sabemos se é verdade são algumas das informações que circulam nas redes sociais e que nos levam a questionar seriamente: será mito ou realidade?

Porque não podemos “brincar” com o nosso organismo, com a nossa saúde e com o nosso bem-estar.

Desfaçamos alguns dos mitos sobre ingestão de fruta:

Comer fruta depois do almoço ou do jantar engorda. Mito.

A ordem pela qual se consomem os alimentos não têm influência no total das calorias ingeridas. A fruta fornece as mesmas calorias, independentemente de ser ingerida antes ou depois das refeições. Por norma, o que contribui para o aumento de peso é o excesso de calorias consumidas ao longo do dia face às que gastamos.

Fruta comida no intervalo das refeições tem que ser acompanhada com uma bolacha. Nem mito, nem totalmente verdade.

A fruta é um alimento naturalmente rico em açúcares simples (frutose), que são de absorção rápida, ou seja, em pouco tempo chegam â corrente sanguínea. O aumento dos níveis de açúcar no sangue pode provocar uma resposta no organismo que leve a um maior apetite.

Assim, é frequente que algumas pessoas possam sentir mais fome após a ingestão isolada de fruta, razão pela qual se recomenda o consumo simultâneo de outro alimento que atrase esta absorção.

Se, por um lado, uma bolacha pode ser uma alternativa, a mesma não se fica só por aqui e por isso, a frase não será totalmente verdadeira. Pode variar com um pouco de pão ou tostas de mistura ou integrais, uma fatia de queijo flamengo magro ou uma mão de frutos oleaginosos (amêndoas, avelãs ou nozes) ou de sementes (de girassol ou de abóbora). Lembre-se que a alimentação deve ser variada!

A toranja e o limão desintoxicam e emagrecem. Mito.

Estes frutos são ricos em vitamina C, que tem propriedades antioxidantes, mas não significa que a sua ingestão irá desintoxicar o corpo. O que isto significa é que contribuem para a prevenção das oxidações indesejáveis que formam radicais livres (substâncias geradas pelo próprio organismo que podem danificar células e tecidos, causando o envelhecimento celular precoce).

Além disso, não emagrecem, já que o que nos faz emagrecer é gastar mais energia do que a que consumimos. O limão e a toranja, por serem ricos em água (90% do seu peso é água), têm um valor energético baixo, contudo não são alimentos “milagrosos”.

Como a fruta é saudável, posso comer a quantidade que quiser. Mito.

Por ser saudável, não significa que não existam limites para as quantidades de fruta a ingerir. A fruta tem frutose, um açúcar simples cujo consumo convém não exagerar. Assim, aconselha-se a ingestão de três a cinco porções de fruta por dia, de preferência de cores diferentes, pois a cada cor corresponde um perfil nutricional distinto.

Beber um sumo natural é igual a comer uma peça de fruta. Mito.

Nos sumos de fruta, principalmente nos que não se aproveita a polpa, grande parte d fibra perde-se ou fica destruída. Além disso, se não forem consumidos na hora em que são feitos, perdem-se também algumas vitaminas que oxidam facilmente em contacto com o ar, normalmente a vitamina C.

Acresce que para fazer um sumo necessitamos de mais do que uma peça de fruta, o que leva a um aumento do teor de frutose consumida. Assim, por todos estes motivos e sempre que possível, é preferível comer a peça de fruta.

A laranja com leite faz mal. Mito.

Quando se adicionam alimentos com muita acidez ao leite, este pode coalhar. Muito provavelmente foi neste facto que se baseou o mito.