Lampreia do rio Minho come-se em Valença

O Município de Valença vai promover, nos meses de Fevereiro e Março, uma iniciativa intitulada “Lampreia do Rio Minho – Um Prato de Excelência“, durante a qual vai ser possível saborear nos restaurantes daquela cidade do Alto Minho, as iguarias da lampreia do rio Minho, considerada a melhor do mundo.

Vinte e quatro restaurantes da localidade aderiram à iniciativa e apresentam, sobretudo ao fim de semana, menus degustativos em que a lampreia é rainha.

Pescada, como há séculos, pelos pescadores de São Pedro da Torre e Cristelo Côvo, nas redadas, no rio Minho, é nestes dois meses que esta iguaria se apresenta em todo o seu esplendor.

São seculares os segredos da arte e da tradição de a confecionar, em Valença, os quais passaram de geração para geração, hoje ainda mais apurados nas unidades de restauração locais.

Visitar a restauração valenciana, esta temporada, é, sem dúvida, uma excelente oportunidade para saborear a lampreia, sobretudo, à bordalesa, mas, também para descobrir outras formas de a apresentar, seja recheada, em arroz de lampreia, fumada/grelhada ou assada no forno.

Ponto alto destes dois meses em que a lampreia vai estar em destaque, em Valença, será o Festival Gastronómico “Sabores da Lampreia, a maior mostra gastronómica da região dedicada à lampreia, e que decorrerá entre 11 e 13 de março, na comunidade piscatória valenciana de São Pedro da Torre.

A lampreia em Valença desperta os sentidos dos mais apurados bons garfos. Saboreá-la é uma experiência gustativa que proporciona uma viajem pelos sabores mais genuínos desta região raiana.

Como chegar a Valença

Ligações Rodoviárias
A3   Porto – Valença
A28 Porto – Vila Nova de Cerveira / Valença
Autopista do Atlântico Tui – Vigo com ligação Corunha, Pontevedra, Santiago de Compostela.

Ligações Aéreas (Aeroportos Internacionais)
Vigo   ( Galiza – 20km)
Santiago de Compostela ( Galiza – 90 km )
Porto  (120km)

Ligações Ferroviárias
Estação dos Caminhos de Ferro de Valença
Estação dos Caminhos de Ferro de São Pedro da Torre
(Com ligações regionais e internacionais ao Porto e a Vigo)