Percursos pedestres em Vila Real – diversos roteiros

Circuito do Lobo: fauna

Pontos de interesse

O percurso inicia-se e termina em Samardã, onde podemos observar a igreja e um núcleo de espigueiros e a arquitectura tradicional em granito.

Iniciando o caminho que sai da povoação, deparamos com outras estruturas de utilização agrícola como eiras, calçada portuguesa antiga, desgastada pela passagem dos carros de bois, mas espigueiros, uma pequena e rústica ponte e diversos muros que ladeiam os campos agrícolas.

A paisagem é caracteristicamente de montanha, onde dominam os matos de altitude. Contudo, surgem manchas de florestas plantadas pelo homem, pinheiros-silvestres e bétulas que para os visitantes são excelentes pontos de descanso, pois proporcionam sombra.

Ao longo do percurso surgem pequenos cursos de água que apresentam um caudal variável com a época do ano. Estes são propícios ao desenvolvimento de espécies da herptofauna portuguesa, como rãs, sapos, salamandras e tritões, que os utilizam principalmente na primavera para a deposição de ovos.

Também oferecem frescura a muitas espécies de mamíferos, como os coelhos e raposas. Relativamente às aves, surge uma espécie não muito comum, o tartaranhão-caçador, que aqui encontra alimento e refúgio.

A estrutura mais peculiar e com grande valor cultural é o Fojo do Lobo, que pode ser visitado a meio do percurso.

Percursos pedestres em Vila Real - diversos roteiros

Fonte: folheto promocional editado pela Câmara Municipal de Vila Real