Robert Baden-Powell nasceu a 22-02-1857

Baden-Powell – da Inglaterra para a Índia

Robert Stephenson Smyth Baden-Powell, nasceu em Londres, no dia 22 de Fevereiro de 1857, foi um tenente-general do Exército Britânico e o fundador do escutismo.

Baden-Powell tinha cerca de 3 anos, quando o pai faleceu. A sua mãe ficou sozinha com sete filhos, dos quais o mais velho não tinha ainda 14 anos.

Em 1870, Baden-Powell (BP) ingressou na Escola Cheterhouse em Londres com uma bolsa de estudos. Não era um estudante que se destacasse especialmente dos outros, mas era um dos mais vivos.

Estava sempre presente em tudo que acontecia no pátio do colégio, e cedo se tornou popular pela sua perícia como guarda redes da equipa de futebol de Charterhouse.

Os seus amigos da escola apreciavam muito as suas habilidades como actor. Sempre que pediam ele improvisava uma representação.

Tinha também vocação para a música, e o seu dom para o desenho permitiu-lhe mais tarde ilustrar todas as suas obras.

Aos 19 anos, Baden-Powel terminou os estudos na Escola Charterhouse e aceitou imediatamente uma oportunidade de ir à Índia como sub-tenente. Integrou o regimento que formara a ala direita da cavalaria na célebre “Carga da Cavalaria Ligeira” da Guerra da Crimeia.

Teve uma carreira excelente no serviço militar, onde chegou a capitão aos vinte e seis anos.

Ganhou o troféu desportivo mais desejado de toda a Índia, o troféu de “sangrar o porco”, caça ao javali selvagem, a cavalo, tendo como única arma uma lança curta.

África, em campanhas contra os Zulus e os Boers

Em 1887, BP participou da campanha contra os Zulus na África. Ascendeu a Major em 1889, e, em Abril de 1896, dirigiu uma expedição contra os Matabele na Rodésia.

Mais tarde BP participou na campanha contra a tribo dos Ashantís. Os nativos temiam-no tanto que lhe davam o nome de “Impisa“, o “lobo-que-nunca-dorme“, devido à sua coragem, à sua perícia como explorador e à sua impressionante habilidade em seguir pistas.

Corria o ano de 1899 e Baden-Powell tinha sido promovido a Coronel.

Na África do Sul começava uma agitação e as relações entre a Inglaterra e o governo da República de Transval tinham chegado ao ponto de rompimento.

BP recebeu ordens de organizar dois batalhões de carabineiros montados e marchar para Mafeking, uma cidade no coração da África do Sul.

Quem tem Mafeking tem as rédeas da África do Sul“, era um dito corrente entre os nativos, que se verificou ser verdadeiro.

Veio a guerra dos Boers, e durante 217 dias (a partir de 13 de Outubro de 1899) BP defendeu Mafeking cercada por forças esmagadoramente superiores do inimigo. Até que tropas de socorro conseguiram finalmente abrir caminho lutando para auxiliá-lo, no dia 18 de Maio de 1900.

BP, promovido agora ao posto de major-general, tornou-se um herói aos olhos dos seus compatriotas.

Acampamento na Ilha de Brownsea com 20 rapazes

No Verão de 1907, realizou um acampamento com um grupo de 20 rapazes separados por 4 patrulhas (Maçarico-Real, Corvo, Lobo, Touro) na Ilha de Brownsea, no Canal da Mancha. É considerado o primeiro acampamento escutista que o mundo presenciou, o qual teve um completo êxito.

Nos primeiros meses de 1908, lançou em seis fascículos quinzenais do seu manual de adestramento, o “Escutismo para Rapazes“. Não sonhava que este livro iria pôr em acção um movimento que afectaria a juventude do mundo inteiro.