Semana de Oração pela Unidade dos Cristãos de 2017

Reconciliação: É o amor de Cristo que nos impele (cf. 2 Coríntios5,14-20)

Está a decorrer, no hemisfério norte, entre 18 e 25 de Janeiro, a Semana de Oração pela Unidade dos Cristãos de 2017, que evoca os 500 anos da reforma protestante, iniciada por Martinho Lutero, em 1517, quando publicou as suas “95 teses”, e provocou uma rutura entre várias comunidades cristãs, até então ligadas à Igreja Católica.

No hemisfério sul, dado que janeiro é tempo de férias, as Igrejas costumam escolher outros dias para celebrar a Semana de Oração, como, por exemplo, à volta da Solenidade de Pentecostes, conforme o que sugerido pelo movimento Fé e Ordem em 1926.

O documento de reflexão para a presente Semana de Oração pela Unidade dos Cristão, preparado e publicado em conjunto pelo Conselho Pontifício para a Promoção da Unidade dos Cristãos (Santa Sé) e a Comissão Fé e Constituição (Conselho Mundial de Igrejas) tem como tema central a “reconciliação”, e inspira-se numa passagem da segunda carta de São Paulo aos Coríntios: ‘Reconciliação: é o amor de Cristo que nos impele’.

As Igrejas cristãs na Alemanha propõem que, 500 anos depois da reforma protestante, se reflita seriamente sobre a “reconciliação como centro da fé”. O documento de reflexão afirma que “Como embaixadoras de reconciliação, as Igrejas ativamente prestaram assistência aos refugiados na busca de novos lares, enquanto, ao mesmo tempo, tentavam melhorar as condições de vida nos países que eles tinham deixado para trás”.

No dia 31 de outubro de 2016, o Papa Francisco e o presidente da Federação Luterana Mundial (LWF, siga em inglês) Munib Yunan, assinaram na catedral luterana de Lund (Suécia) e após uma oração ecuménica, uma declaração comum, por ocasião da comemoração conjunta católico-luterana dos 500 anos da reforma protestante, na qual pedem “a Deus inspiração, ânimo e força para podermos continuar juntos no serviço, defendendo a dignidade e os direitos humanos, especialmente dos pobres, trabalhando pela justiça e rejeitando todas as formas de violência”.

Para os eventuais interessados, podem aceder aqui aos subsídios elaborados pelo Pontifício Conselho para a Promoção da Unidade dos Cristãos para a Semana de Oração pela Unidade dos Cristãos e para todo o ano 2017.

 

Temas da Semana de Oração pela Unidade dos Cristãos, desde 1968 a 2017

1968 – Para o louvor de sua glória (Efésios 1,14)

(Foram usados, pela primeira vez, materiais preparados em conjunto pela Comissão Fé e Ordem do Conselho Mundial de Igrejas e pelo pontifício Conselho para a Unidade dos Cristãos)

1969 – Chamados à liberdade (Gálatas 5,13)

(Encontro preparatório em Roma, Itália)

1970 – Somos colaboradores de Deus (1Coríntios 3,9)

(Encontro preparatório no mosteiro de Niederaltaich, na, então, República Federal Alemã)

Clique aqui para ficar a conhecer os restantes temas anuais, até 2017.

 

Datas fundamentais na história da Semana de Oração pela Unidade dos Cristãos

1740 – Na Escócia, surgiu um movimento pentecostal, ligado à América do Norte, cuja mensagem de reavivamento incluía preces por e com todas as Igrejas.

1820 – O Rev. James Haldane Stewart publica “Orientações para a união geral dos cristãos para o derramamento do Espírito”.

1840 – O Rev. Ignatus Spencer, convertido ao catolicismo romano, sugere uma “União de oração pela unidade”.

1867 – A Primeira Conferência de Bispos Anglicanos, em Lambeth, destaca a oração pela unidade no Preâmbulo das suas Resoluções.

1894 – O papa Leão XIII estimula a prática de uma Oitava de Oração pela Unidade, no contexto de Pentecostes.

Clique aqui para ficar a conhecer outras datas fundamentais…

Se quiser receber no seu email os novos artigos publicados, subscreva a nossa Newsletter!

Mantemos os seus dados privados e nunca os partilharemos com terceiros.
Leia a nossa Política de privacidade.