A Independência Americana – Breve síntese

A Independência Americana

A Guerra da Independência americana durou de 1775 a 1783.

Quando terminou, treze antigas colónias britânicas formaram os Estados Unidos da América. Foram elas: Connecticut, Delaware, Geórgia, Massachusetts, Marilândia, Carolina do Norte, New Hampshire, Nova Jérsia, Nova Iorque, Pensilvânia, Rhode Island, Carolina do Sul e Virgínia.

As colónias já eram responsáveis pela legislação local mas o Parlamento britânico continuava a controlar os assuntos financeiros, muito em especial o comércio.

As colónias eram obrigadas a servirem-se dos seus próprios navios ou dos navios ingleses, e a comerciar principalmente com a Grã-Bretanha e as suas colónias.

Depois da Guerra dos Sete Anos, que deu aos Ingleses as possessões francesas na América do Norte, os Britânicos concluíram que era necessário manter aí um exército permanente e lançaram impostos sobre as colónias, para o suportarem. Os colonos objectaram contra os impostos, por não terem representação no Parlamento.

Os Britânicos tentaram impor taxas sobre os jornais, chá, papel, chumbo e tintas, mas tiveram de as retirar a todas excepto a do chá, quando os colonos se recusaram a comprar produtos britânicos, como forma de protesto.

Em 16 de Dezembro de 1773, um grupo de colonos disfarçados de índios abordou os navios britânicos que se encontravam no porto de Boston e lançou ao mar as suas cargas de chá. A este episódio, o Parlamento britânico replicou com os «Actos Intoleráveis», que incluíam o fecho do porto de Boston.

Os Congressos Continentais

O Primeiro Congresso Continental, em Filadélfia, em Setembro de 1774, protestou contra os «Actos» e as colónias decidiram não comprar mais produtos ingleses. As tropas britânicas foram enviadas de Boston para Concord, ali perto, para destruírem um esconderijo de armas dos colonos.

Logo a seguir à madrugada de 19 de Abril de 1775, em Lexington, na estrada para Concord, as tropas enfrentaram colonos armados. Alguém disparou «o tiro que se ouviu no mundo» e começou a guerra.

Os Britânicos retiraram de Concord para Boston, e em Junho venceram a batalha de Bunker Hill, perto de Boston, apesar das pesadas perdas.

O Segundo Congresso Continental reuniu-se em Maio de 1775, e em 4 de Julho de 1776 emitiu a Declaração de Independência, em grande parte escrita por Thomas Jefferson.

Apoio da França e da Espanha e Tratado de Paris

Em 1777, os Britânicos conseguiram uma importante vitória em Brandywine Creek, na Pensilvânia, mas algumas semanas mais tarde outro exército britânico, sob o comando do general John Burgoyne, foi forçado a render-se em Saratoga, Nova Iorque.

A França entrou na guerra do lado americano, seguida depois pela Espanha. O fim surgiu quando os Ingleses comandados por Cornwallis se renderam ao comandante-em-chefe americano, George Washington, em Yorktown, Virgínia, no dia 19 de Outubro de 1781.

O Tratado de Paris (3 de Setembro de 1783) reconheceu formalmente a independência dos Estados Unidos.

G. Washington foi eleito seu primeiro presidente em 1789.