Confúcio: uma mão cheia de pensamentos e máximas!

Segundo a lenda, Kung-Fu-Tseu (Confúcio) viveu entre os anos 552-479 a.C., numa época de hostilidades políticas, sob o domínio dos senhores feudais chineses.

Exerceu as funções de educador, ministro e conselheiro real, caindo muitas vezes em desgraça, pelo que se via obrigado a optar pela fuga. A sua importância reside na função que realizou «o mestre Kung» como educador dos «filhos dos príncipes», um grupo de discípulos, geralmente nobres, que lhe prodigalizavam grande admiração e compilaram e continuaram a sua obra.

Na sua doutrina, ele faz ressaltar a importância que tem o estatuto social em que o individuo nasce, razão pela qual nunca deve abandoná-lo: «O príncipe que seja príncipe, o servidor que seja servidor, o pai que seja pai, o filho que seja filho

Desta situação resultam para cada homem certas obrigações cuja realização dá um sentido à vida, indicando-lhe o lugar que lhe corresponde entre os seus contemporâneos. Caberá sempre ao homem definir a sua situação como indivíduo dentro da sociedade.

Por tal motivo, deve haver uma determinada forma de comportamento: ele tem de ser a expressão da sua pessoa, do seu estatuto e das relações que nutre com os outros.

Kung-Fu-Tseu formula o lema do comportamento com a frase característica da sua ética: «Ser bom com os bons, mas justo com os maus.»

Confúcio viveu numa época cultural em que a escrita é também utilizada nas ocupações mundanas. Até então os sacerdotes eram quase os únicos a registar tradições, canções e ritos chineses.

Os restos do antigo Livro das Transformações pertencem às suas reelaborações de textos. A sua própria obra Lun yu («Diálogos»), formada por uma compilação desordenada à maneira de provérbios, caracteriza-o como um filósofo que renuncia à estruturação ordenada de uma teoria, doutrinando os seus discípulos através dos casos particulares.

Fragmento dos escritos de Kung-Fu-Tseu (Confúcio)

Fragmento dos escritos de Kung-Fu-Tseu (Confúcio):

«O mestre disse:<Enquanto vive o pai, só se vê a sua vontade; quando ele está no Além-Túmulo, vê-se o que realizou.

O caminho da virtude tem três vias. Eu nunca consegui andar por elas.

Aquele que possui humanidade nunca é desgraçado; o que possui a verdade, não duvidará; quem for valoroso, não terá medo>.

<Esse, mestre, é verdadeiramente o vosso caminho>, disse Kung-Fu-Tseu.»

«O mestre disse: <Seguir o conselho dos que não andam pelo mesmo caminho é inútil.>»

Fonte: História Universal Comparada (vol.II)

Alguns pensamentos e máximas de Confúcio

– Ao examinarmos os erros de um homem, conhecemos o seu carácter.

– A cultura está acima da diferença da condição social.

– Aprender sem pensar é esforço vão; pensar sem nada aprender é nocivo.

– Conta-me o teu passado e saberei o teu futuro.

– A humildade é a única base sólida de todas as virtudes.

– A essência do conhecimento consiste em aplicá-lo uma vez possuído.

– Aprender sem pensar é tempo perdido.

– Para conhecermos os amigos é necessário passar pelo sucesso e pela desgraça. No sucesso, verificamos a quantidade, e, na desgraça, a qualidade.

– De nada vale tentar ajudar aqueles que não se ajudam a si mesmo.

Fonte: Quem vive pensa – Máximas e Pensamentos.

Fique a conhecer aqui o calendário chinês.

 

Se quiser receber no seu email os novos artigos publicados, subscreva a nossa Newsletter!

Mantemos os seus dados privados e nunca os partilharemos com terceiros.
Leia a nossa Política de privacidade.