Erva-de-São-Roberto | Plantas medicinais

Erva-de-São-Roberto

Geranium robertianum L.

GERANIACEAE

Origem/ Habitat

Aparece em terrenos baldios, matas e muros.

Encontra-se até aos 1800 metros de altitude, um pouco por toda a Europa.

Breve descrição botânica

A erva-de-são-roberto é uma planta anual.

A sua altura pode variar entre os 10 cm e os 40 cm.

O seu caule é avermelhado e delgado.

As folhas são verdes claras, triangulares, em forma de palma de mão apresentando-se divididas de 3 segmentos.

As flores são cor-de-rosa malva e violáceas e a floração ocorre entre Abril e Setembro.

A raiz é esbranquiçada, delgada e aprumada.

Partes utilizadas

Parte aérea, fresca ou seca. A secagem realiza-se à sombra.

Indicações

Usa-se em infusão das sumidades floridas para as dores de barriga, dores de cabeça, problemas de estômago e mau funcionamento de fígado.

Para a prevenção do cancro, ingere-se em infusão de folhas secas.

O controlo dos diabetes pode ser efectuado mediante a ingestão de decocção de erva-de-são-roberto.

Recomendam-se gargarejos com a maceração das sumidades floridas secas para as anginas.

Outras aplicações

Para a diarreia é recomendável uma infusão de sumidades floridas e folhas.

Outros nomes vulgares

Bico-de-grou, bico-de-grou-robertino ou pássara.

Fonte: “Etnobotânica – Plantas bravias, comestíveis, condimentares e medicinais“, José Alves Ribeiro, António Monteiro e Maria de Lurdes Fonseca da Silva (texto editado e adaptado) | Imagem