Infante D. Henrique morreu a 13 de Novembro de 1460

Morte do Infante D. Henrique

«No ano do Senhor de 1460 o senhor Infante D. Henrique adoeceu na sua vila que está no Cabo de S. Vicente, da qual doença morreu em 13 de Novembro do mesmo ano, numa quinta-feira.

E na noite em que morreu, o levaram para a igreja de Santa Maria em Lagos, onde foi sepultado honradamente.

E o Rei Afonso estava então na cidade de Évora: e ficou muito triste ele e o seu povo, pela morte de tão grande senhor; porque todos os rendimentos que tinha, e tudo o que provinha da Guiné tudo gastava na guerra e em constante armada no mar contra os sarracenos, pela fé cristã.

No fim do ano o Rei Afonso me mandou chamar, porque pelo mandado do Rei eu ficara em Lagos junto do corpo do Infante, provendo do necessário os sacerdotes que se empregavam em contínuas vigílias e nos ofícios divinos, e mandou que visse se o corpo do Infante estava em podridão, porque queria trasladar os ossos para o formosíssimo mosteiro chamado Santa Maria da Batalha, que seu pai o Rei D. João I edificara com os frades da Ordem dos Pregadores.

Eu, chegando ao cadáver o descobri, e encontrei-o seco e intacto excepto na ponta do nariz. E achei-o cingido por cilício áspero de sedas de cavalo.

Bem canta a igreja: não permitirás que o teu Santo se corrompa. O qual senhor Infante até à sua morte foi virgem, e foz muitos benefícios na sua vida, que seria sem fim o contar.

Transladação do corpo para o Mosteiro da Batalha

Então o Rei mandou o seu irmão D. Fernando, Duque de Beja, e Bispos e Condes, para que levassem o corpo até ao Mosteiro da Batalha, onde o Rei esperava o corpo do falecido.

E ficou sepultado o corpo do Infante numa grande e formosíssima capela, que seu pai o Rei D. João I fez construir, onde o próprio Rei jaz, e sua mulher D. Filipa, mãe do Infante e cinco irmãos dele, de todos os quais a memória louvada eternamente. E repousam em santa paz. Amén.»

(Diogo Gomes, Relações)

Fonte: “Almanaque” – Novembro de 1960 (texto editado e adaptado) | Imagem

Infante D. Henrique morreu a 13 de Novembro de 1460