Cerejeira ou Cerdeira | Plantas medicinais

Cerejeira ou Cerdeira

Prunus avium L.

ROSACEAE

Origem/ Habitat

Encontra-se por toda a Europa, com exceção do extremo Norte.

Aparece em bosques, sebes e colinas. Encontra-se até aos 1700 metros de altitude.

Breve descrição botânica

A cerejeira é uma árvore que pode viver até aos 300 anos.

A sua altura situa-se entre os 10 m e os 20 m.

O seu tronco possui uma casca de textura acetinada, de cor castanha e de aspeto brilhante. Essa casca fragmenta-se horizontalmente.

A folhagem é pouco densa e os ramos eretos. As folhas são de um verde baço e apresentam um recorte serrado.

As flores são brancas e a floração ocorre entre Abril e Maio.

O fruto, a conhecida cereja, embora inodora, tem um travo doce e ligeiramente amargo.

Partes utilizadas

Frutos, suco dos frutos, “pés de cereja” (pedúnculos dos frutos, recolhidos entre Junho e Julho).

A secagem realiza-se à sombra.

Indicações

Usa-se em infusão de “pés de cereja” para problemas de bexiga e infeções nos rins.

A decocção de “pés de cereja”, toma-se para aliviar a artrite e para a obesidade (neste casos aconselha-se também o sumo de cerejas).

O licor de cereja funciona como digestivo.

Outras aplicações

Recomenda-se a decocção de “pés de cereja” para a gota.

Para a prisão de ventre, comer cerejas pode ser uma boa solução. 1

 

A uma cerejeira em flor

Acordar, ser na manhã de abril
a brancura desta cerejeira;
arder das folhas à raiz
dar versos ou florir desta maneira.

Abrir os braços, acolher nos ramos
o vento, a luz, ou o que quer que seja;
sentir o tempo, fibra a fibra,
a tecer o coração de uma cereja.

Eugénio de Andrade | in As mãos e os frutos (1948)

 

Conheça, aqui, alguns locais do mundo onde se festeja a cerejeira em flor.

 

1 Fonte: “Etnobotânica – Plantas bravias, comestíveis, condimentares e medicinais“, José Alves Ribeiro, António Monteiro e Maria de Lurdes Fonseca da Silva (texto editado e adaptado) | Imagem