Atividades agrícolas e outras em Agosto

Após ler o texto abaixo, vai ficar a conhecer todas as tarefas agrícolas e outras que pode e deve realizar durante o mês de Agosto

Na horta

Preparar o terreno para as sementeiras e plantações do próximo Outono. Regar pela fresca e sachar. Limpar os morangueiros, cortando-lhes os estolhos ou deixando só os necessários para a multiplicação. Fazer a sulfatação e enxofra dos tomateiros.

Semear: acelgas, agriões, alface, beldroegas, cebolas, cenouras, couve-nabo, espinafres, favas, feijão, nabo, rabanetes, ervilhas, repolho de Inverno, salsa.

No pomar

Em Agosto, continuar a desfolha progressiva e sempre moderada dos pessegueiros. Enxertar ameixieiras, cerejeiras, damasqueiros, macieiras, pereiras e pessegueiros. Semear fruteiras de caroço.

Regar os pomares de citrinos e das plantações novas, e sachar as caldeiras (covas) no dia seguinte, cobrindo-as com palha ou erva seca.

No campo

Continuam os trabalhos indicados para Julho, cavando e sachando frequentemente as hortaliças e regando, quando é possível, abundantemente antes das sementeiras e das transplantações. Recolha de muitas sementes, que deverão ser bem seleccionadas para evitar as hibridações. Em estufa podem semear-se ervilhas e feijão, para abrigar as plantas após os primeiros gelos. Sachar e regar as áreas a milho. Mondar os arrozais.

No jardim

Durante o mês de Agosto, dado o calor que se constuma fazer sentir no nosso país, não pode haver faltas de atenção com a rega, evitando-se que as plantas sofram com a sede. No entanto, o excesso de água é altamente prejudicial.

Mudar as cinerárias e amores-perfeitos e regar as roseiras para darem melhores flores no Outono.

Na vinha

Executar a desparra, que não deve ser excessiva, para que a maturação das uvas se faça nas melhores condições. Não deixar de tratar e inspeccionar os excertos, amarrando-os, esladroando-os e, até se necessário, regando-os. Manter, ainda, a vigilância contra a possível ocorrência de ataques do míldio e do oídio, prosseguindo com os tratamentos adequados.

Na adega

O material destinado às vindimas deve ser esfregado, raspado a seco e lavado, primeiramente, com uma solução fervente de carbonato de sódio a 10% e, depois, com água fria.

As vasilhas novas, para se evitar o gosto à madeira, devem ser “avinhadas”, lavando-as com uma solução de cloreto de sódio (sal das cozinhas) a 10%.

Com os animais

Complementar a forragem com suplemento alimentar.

Nos olivais

Regue as oliveiras plantadas nos últimos três anos e a destinadas à azeitona de conserva.

Combata a mosca da azeitona.

Nas matas

No mês de Agosto, está-se na época em que é maior o risco de incêndios. Continue a recolha das gemas dos pinhais. Prossiga na reparação das terras para sementeiras e plantações. Cuide dos viveiros, mondando e regando.

Nos currais

Os potros e mulas que tenham completado seis meses de idade devem ser desmamados, pouco a pouco; devem ser fornecidos suplementos alimentares ao regime de forragens.

Nos apiários

Com o tempo quente, assegure o necessário arejamento às colmeias muito povoadas para evitar que as abelhas saiam para se defenderem do calor. Para isso, coloque-lhes alças vazias ou levante-lhes os corpos sobre calços metidos no estrado. Mantenha os bebedouros perto das colmeias.

Obras de AGOSTO
conforme Paládio, in “Lunário Perpétuo”, de 1901

No crescente e minguante da Lua de Agosto, é bom estercar os campos, em que se há-de semear trigo, e arrancar as cebolas para guardar, e depois de chover semear os tremoços, rabãos, nabos, e couves tardias.

Neste tempo se costumam fazer as passas de figos, pêssegos e ameixas, e semear favas e couves.

Se neste mês se ouvirem os primeiros trovões, significam mortandade de peixes no mar e nos animais quadrúpedes.