Sopa – um prato cheio de nutrientes

Sopa – um prato cheio de nutrientes

Saborosa, versátil, de rápida confeção, reconfortante, a sopa deve fazer parte do dia a dia alimentar de adultos e crianças, por ser muito benéfica para o organismo.

Parte integrante da gastronomia portuguesa, a sopa, é um prato bastante versátil, que pode ser adaptado aos gostos individuais, culturais e aos diferentes tipos de clima.

Deve fazer parte da alimentação durante todo o ano, contudo é no tempo mais frio que mais nos lembramos dela, por ser um alimento reconfortante.

Tão saborosa! Tão fácil de fazer!

De um modo geral é fácil fazer sopa, basta cozer alguns legumes em água, temperar e triturar.

Mas, por vezes, fica demasiado aguada ou sem sabor ou até muito forte, devido à combinação dos ingredientes selecionados. Fique com as nossas sugestões para fazer sopas que até as crianças vão querer repetir:

– Descasque os legumes apenas no momento de os cozinhar e corte-os em pedaços grandes, uma vez que os pedaços mais pequenos implicam maior contato com o ar, logo maior perda de nutrientes.

– Coloque água apenas até tapar os legumes; mais do que isso deixa a sopa aguada.

– Deixe levantar fervura e depois reduza a temperatura, cozinhando em lume médio, com a tampa colocada, para otimizar o tempo de cozedura.

– Não coloque os legumes todos ao mesmo tempo. Comece por aqueles que demoram mais a cozer, como é o caso da cenoura, batata, lentiIhas… Quando estiverem quase cozidos, adicione os restantes, como cebola, alho, agrião, brócolos… Em alternativa, poderá utilizar a panela de pressão, uma vez que reduz o tempo de cozedura.

– Ao temperar, troque parte do sal por ervas como a salsa, coentros ou manjericão. Para além do excelente aroma, dão mais sabor e evitam que tenha de acrescentar mais sal.

Depois de a sopa estar confecionada, adicione uma colher de chá de azeite em cru no prato.

A sopa, no que toca às crianças

– Lembre-se que receitas sempre com a mesma cor, aspeto e textura não incentivam ao seu consumo. Pelo contrário, mais facilmente enjoam e levam à recusa da sua ingestão por parte dos mais pequenos.

– Não misture muitos ingredientes numa única receita. Por mais que o sabor mude, a cor e a textura tendem a ficar muito semelhantes. Escolha, por exemplo, três ou quatro legumes para a base. Varie na consistência, alterne receitas batidas com cremes ou com legumes aos pedaços.

– Torne o prato mais atrativo: pode, por exemplo, tentar fazer a cara de um boneco na sopa com ervas aromáticas e ovos.

Não se esqueça de dar o exemplo. As crianças são muito observadoras e gostam de copiar os adultos, pelo que será mais complicado exigir que comam sopa se os próprios pais não a comerem.

A escolha dos ingredientes para a sopa

Prefira legumes frescos, da época e de produção local. Para economizar tempo, existem há venda misturas de legumes para base de sopas, já descascados, cortados e lavados.

Nos dias mais atarefados, caso não tenha possibilidade de preparar sopa, mas pretenda continuar a consumi-la, poderá optar pelas sopas da gama de take away (atenção à quantidade de sal!). Atualmente existe uma grande variedade há venda, desde opções com ou sem batata, com carne ou peixe ou com leguminosas.

Se seguir as nossas sugestões, a sua sopa…

… será um importante fornecedor de vitaminas, minerais, água e fibras, substâncias protetoras do organismo.

… terá fácil digestão.

… contribuirá para uma adequada hidratação.

… potenciará o consumo de legumes, sendo que muitas vezes é a única fonte de legumes na alimentação das crianças.

… será um importante fornecedor de vitaminas, minerais, água e fibras, substâncias protetoras do organismo.

… facilitará a ingestão alimentar para indivíduos com dificuldades de mastigação.

… regulará o trânsito intestinal. A combinação de fibras com um elevado teor em água fazem da sopa um auxiliar para um correto funcionamento intestinal.

… será uma aliada no controlo do peso. Sendo um alimento de grande volume e reduzido valor calórico, a sopa, quando consumida ao início da refeição, sacia rapidamente, diminuindo a quantidade de alimentos ingerida no segundo prato, tornando-a assim num importante auxiliar no controlo do peso.

… poderá constituir o prato principal de uma refeição se for enriquecida com alimentos fornecedores de proteína e alguns cereais.

… será ainda um tipo de confeção económico, relativamente rápido e que pode ser preparado antecipadamente para ser aquecido e servido apenas na hora da refeição.

Agora já sabe: independentemente do seu aspeto, cor ou textura, a sopa deve ser presença assídua no seu dia a dia alimentar.

Liliana Carola, Nutricionista (Continente Magazine) | Imagem de Iva Balk