O que plantar na horta no mês de Outubro?

Alguém pergunta: o que posso ou devo PLANTAR na horta durante o mês de Outubro? Veja, em baixo, a resposta à questão

 

Durante o mês de Outubro deve ou pode PLANTAR na horta

 

EspargosAsparagus officinalis é uma planta da classe Liliopsida, ordem Asparagales, família Asparagaceae, género Asparagus. Os rebentos novos desse vegetal são bastante apreciados, particularmente na cozinha inglesa, alemã e francesa.

O espargo comum (asparagus officinalis) é bastante utilizado em culinária. A nível terapêutico, está bem estudado cientificamente o espargo selvagem (asparagus racemosus) que é da mesma família (asparagaceae). Utilizado há muitos anos, desde o tempo dos gregos, romanos e indianos, cresce espontaneamente em várias regiões do nosso país.

Esta planta contém asparagina, uma substância diurética e calmante, clorofila, que é antioxidante, esaponinas com acção supressora das contracções uterinas. É rico em aminoácidos e minerais (potássio, fósforo e cálcio, principalmente), responsáveis pelas suas propriedades regeneradoras e nutritivas. Auxilia, ainda, a digestão e está indicado no tratamento de dispepsias, regurgitação e úlceras gástricas. Estimula a lactação em mulheres a amamentar. Também se utiliza nas dismenorreias e problemas da menopausa, principalmente como refrescante no caso dos afrontamentos. E aumenta a fertilidade em ambos os sexos.

A raiz do espargo aplica-se na obstipação, estimulando o peristaltismo, e como diurético. É desintoxicante e hepatoprotector. Tem a acção de um tónico cardíaco, reduzindo as palpitações e sendo utilizado na hipertrofia ventricular esquerda. Calmante, é aconselhado em regimes de emagrecimento e para tratar a anemia e diabetes.

 

Couves – Couve é o nome vulgar, genérico, das diversas variedades cultivares da espécie Brassica oleracea L., da família das Brassicaceae, a que também pertence o nabo e a mostarda.

A couve é rica em ferro e clorofila, e por isso ela é uma ótima opção para tratar a anemia, diminuir a retenção de líquidos e evitar a absorção de substâncias químicas dos alimentos, ajudando assim na desintoxicação do organismo.

Esta hortaliça também é rica em ácido fólico, uma vitamina essencial para a gravidez, pois ajuda no desenvolvimento da medula dos bebês durante a gestação. A Couve apresenta diversos benefícios para o organismo, como, por exemplo, é muito nutritiva, pois tem vitamina A e ácido fólico em sua composição; sendo pobre em calorias, é uma excelente opção para adicionar à dieta; é rica em potássio, o que ajuda a regular a pressão arterial, e em fibras, o que ajuda a regular o intestino e ajuda no controle do colesterol. É uma excelente fonte de cálcio, o que fortalece e dá estrutura aos ossos e dentes. Este é um ótimo alimento para integrar na dieta, pois tem poucas calorias, é rico em fibras e difícil de digerir, o que ajuda a regular o intestino e diminui o apetite.

 

Beterraba – A beterraba é uma planta herbácea da família das Quenopodiáceas, por Cronquist, ou das Amarantáceas, pela APG. Nome derivado do substantivo francês betterave. O colo tuberizado serve, para além dos fins culinários, para a produção de açúcar.

A beterraba é um tubérculo levemente adocicado, e possui várias propriedades nutritivas e medicinais. Ela é bastante versátil, podendo ser consumida crua, grelhada, cozida, assada ou em forma de sucos. É um alimento bem pouco calórico: 40 calorias para cada 100 gramas. Contém na beterraba antioxidantes (carotenoides, flavonoides), minerais (zinco, magnésio, fósforo, potássio e ferro) e vitaminas (A, complexo B, e vitamina C).Tem ação anti-inflamatória, revitalizante, diurética, digestiva, tônica, desintoxicante natural e purificadora do sangue.

A beterraba é um bom alimento para diabéticos pois possui um alto teor em fibras que ajudam a controlar o nível de açúcar no organismo. Para além disso, melhora a digestão e previne constipação pois é rica em fibra alimentar que ajuda a digestão e melhora a evacuação. Ajuda a desintoxicar o organismo, auxiliar a manutenção dos tecidos cerebrais, assim como na formação dos ossos. Regula as funções musculares e nervosas e previne problemas no baço e no fígado. Promove o descongestionamento das vias urinárias, e ajuda no fortalecimento do sistema imunológico. Estimula a produção de glóbulos vermelhos, assim como a concentração, para além de aumentar a oxigenação do cérebro, protegendo-o contra demências. Diminui riscos de doenças cardiovasculares

 

Morangueiros – Morangueiro é o nome comum de um conjunto de espécies, com seus híbridos e cultivares, do género Fragaria, que produz o morango, incluindo um conjunto alargado de espécies e variedades silvestres.

Possui inúmeras propriedades benéficas à saúde e pode auxiliar na prevenção de doenças, desde uma simples gripe, até arteriosclerose! É uma fruta rica em benefícios e que ajuda a emagrecer (100 g têm somente 30 calorias)

O morango possui vitaminas, como a vitamina C, que é antioxidante e previne gripes, infecções e fortalece dentes e ossos. A piroxidina, que está presente na vitamina B6, é excelente às mulheres; a antocianina, responsável pela cor do morango, também é antioxidante e previne o envelhecimento da pele e a arteriosclerose. A niacina (vitamina B5), que protege o sistema nervoso, o digestivo, evita reumatismo e problemas de pele. E também é rica em ferro, que faz parte da formação do sangue.

Além dessas substâncias poderosas, o morango ainda é rico em fibras, portanto, auxilia nas funções intestinais e possui também potássio e magnésio, ambos com leve ação diurética, o que ajuda quem sofre de pressão arterial ou retenção de líquido. Associados ao fósforo, essas substâncias auxiliam o sistema nervoso. A memória é beneficiada por causa da fisestina, também presente na composição da frutinha.

O morango, a plantar na horta, é indicado em casos de gota, reumatismo e age também contra infecções de garganta, fígado e vias urinárias.

 

Alhos – são designadas como alho algumas plantas do gênero Allium, embora o termo se aplique especificamente ao Allium sativum, uma planta perene cujo bolbo, composto por folhas escamiformes, é comestível.

O alho, a plantar na horta, protege o sistema imunitário, tem uma ação antibiótica e muito mais. Um estudo norte-americano associa ainda a sua ingestão a uma redução de risco de cancro do cólon. O princípio ativo mais importante do alho é a alicina que intervém simultaneamente a nível imuno, onco e microbiológico. O alho tem uma ampla utilização nas doenças cardiovasculares, nomeadamente hipocolesterolemiante, anti-coagulante, anti-agregante plaquetário, anti-aterosclerótico, antioxidante e hipotensor.

Tem também uma ação anti-cancerígena devido ao aumento da atividade de enzimas envolvidas no processo de antioxidação, à estimulação do sistema imunitário (leucócitos e citocinas) e inibção da formação de compostos cancerígenos formados durante a digestão (nitrosaminas). Esta ação pode estar relacionada com o poder bactericida do alho relativamente ao helicobacter pylori, uma bactéria que está presente na génese de muitos cancros do estômago.

O alho estimula o sistema imunitário, nas alergias, atua como anti-histamínico, e tem, ainda, uma ação antibiótica, anti-viral e anti-fúngica direta.

Os alhos devem plantar-se cedo e agradecem uma boa adubação potássica.

 

Conheça outras actividades agrícolas que pode realizar durante o mês de Outubro, nomeadamente, o que semear na sua horta.

 

Fonte: Textos retirados de vários sítios da net e adaptados.