Azeitonas de Elvas | Produtos regionais de Portugal

Azeitonas de Elvas

Há azeitonas e há as de Elvas. Essas pedem-se pelo nome. Ainda assim, o pedido é injustamente redutor, pois Campo Maior também faz parte desta Denominação de Origem Protegida.

Terra de bom azeite pode não ser forçosamente terra de boas azeitonas. Muitas vezes a azeitona tem óptimas qualidades para produzir azeite mas pouca propensão para ser consumida ao natural.

O Alentejo tem o condão de ser abençoado por esses dois aspectos.

azeite de qualidade em várias partes da região, enquanto a zona do Alto Alentejo se destaca pela excelência das azeitonas de mesa.

As variedades carrasquenha, redondil e conserva, não têm grande rendimento azeiteiro, mas compensam esta característica no sabor e calibre que apresentam enquanto fruto.

São colhidas no momento em que surgem os primeiros vestígios de maturação. O fruto ainda se apresenta verde e com a consistência firme para resistir à colheita e aguentar o processo de salmoura que lhe vai arredondar as adstringências que o caracterizam. As azeitonas do chão são liminarmente rejeitadas no processo de conserva.

Só os frutos da árvore são sujeitos à salmoura.

As formas mais populares de conservar são a verde ‘britada’, em que se pisa a azeitona verde, e a retalhada, onde se mistura diversos tipos de azeitona que são cortados com uma faca, e temperados com condimentos típicos da região, como alho, orégãos, tomilho e outros.

As azeitonas de Elvas são conhecidas há centenas de anos

O prestígio das azeitonas de Elvas é mais evidenciado a partir do século XVIII através de referências constantes em vários escritos.

No 2º volume do romance Eccos, que o clarim da fama dá (…), escrito sob pseudónimo por José Ângelo de Morais, um trecho refere: «À vendeira perguntey. Se tinha azeitonas d’Elvas?».

Em 1841 o jornal O Panorama (vol. V) descreve os arredores de Elvas e destaca as azeitonas de conserva, «grandes e semelhantes às famosas de Sevilha». Mais tarde, a Revista Universal Lisbonense refere a presença de azeitonas de Elvas no expositor de Saraiva D’Albuquerque, durante a Exposição Universal de 1851, em Londres.

Ao longo dos tempos a notoriedade e depois a internacionalização das azeitonas foi feita sob a égide da secular cidade de Elvas, mas o facto é que Campo Maior tem igualmente uma zona de olival de grande qualidade para a produção de azeitonas de mesa.

Os dois concelhos partilham as mesmas características de clima e ambiente, favoráveis à obtenção dos melhores frutos. A qualidade das azeitonas foi sendo confirmada ao longo do século XX.

A certificação DOP obtida em 2007 vem clarificar uma verdade histórica.

Se de Elvas se avista Badajoz em Campo Maior, Espanha também está no horizonte, enquanto crescem deliciosas azeitonas em cada monte!

Passaporte gastronómico

Nome: Azeitonas de Conservas de Elvas e Campo Maior DOP

País: Portugal

Morada: Concelhos de Elvas e Campo Maior, no distrito de Portalegre.

Data de nascimento: Século XVIII

Particularidades: A azeitona verde ‘britada’ é da variedade “carrasquenha”. As azeitonas mistas temperadas com folhas de limoeiro, ou laranjeira, e alho, louro, tomilho e orégãos, são das variedades “redondil” e “conserva”.

Texto de Fortunato da Câmara – Essencial/SOL – nº231