Calendários das Religiões e correspondência com o Calendário Gregoriano

Calendário das religiões e calendário gregoriano

Conheça aqui a correspondência entre o Calendário Gregoriano e o Calendários de diversas outras Religiões, relativamente ao ano 2017.

Calendários Gregoriano e Julianos (Antigo e Reformado)

O Calendário Gregoriano surgiu com a reforma introduzida pelo papa Gregório XIII, em 24 de Fevereiro de 1582, através da Bula Inter gravíssimas.

Esta reforma, que há muito era pedida, foi determinada pela divergência que existia, então, entre o tempo indicado pelo Calendário Juliano e o tempo astronómico real, acumulada ao longo de centenas de anos.

Esta correção foi efetivada à custa do encurtamento do mês de Outubro do ano da sua aprovação, em 10 dias (do dia 5 passou para o dia 14).

Itália, Espanha, Portugal e Polónia foram os primeiros países que aceitaram a reforma que, só posteriormente, foi adotada pela generalidade dos países ocidentais católicos. A Alemanha adotou-o em 1700 e a Inglaterra em 1751. Muitos outros países, porém, só o adotaram já no século XX.

A Igreja Ortodoxa do Oriente (Jerusalém, Rússia, Geórgia e Sérvia) continua a usar o Calendário Juliano antigo (velhocalendaristas).

A Igreja Ortodoxa da zona mediterrânica (Alexandria, Antioquia, Roménia, Bulgária, Chipre, Grécia, Albânia, República Checa e Eslováquia) e nórdicos (Finlândia e Estónia), em 1923, passaram a regular-se pelo Calendário Juliano reformado (neocalendaristas), que difere 13 dias.

Assim, os velhocalendaristas celebram as suas festas fixas treze dias mais tarde que os neocalendaristas. No entanto, todos os Ortodoxos seguem o Juliano Antigo para a fixação da data da Páscoa.

Calendário Judaico (5777-5778)

O ano judaico tem 354 dias, nos anos comuns (de 12 meses), ou 385 dias, nos anos embolísmicos (de 13 meses).

O ano 5777 começou em 1 de Tishrei / 3 de Outubro de 2016, terminando no dia 29 de Elul / 20 de Setembro de 2017.

Em 1 de Tishrei / 21 de Outubro começa o ano 5778 (da criação do Homem e do cômputo dos anos temporais, dos anos da remissão e dos anos de jubileu).

Embora Tishrei seja considerado como primeiro mês do ano, na tradição hebraica existem ainda outros meses tidos como início de calendário, consoante a finalidade da consulta.

Assim, o 1º dia de Nissan, nos documentos, dá início à contagem dos anos dos reis e das festas; o 1º dia de Elul, marca o início do ano para o dízimo dos animais. Ler+

Correspondência com calendário gregoriano

Até 27 de Janeiro de 20174º TEVET [29 dias] (ano 5777)
De 28 de Janeiro a 26 de Fevereiro5º SHEVAT [30 dias]
De 27 de Fevereiro a 27 de Março6º ADAR [29 dias]
De 28 de Março a 26 de Abril7º NISSAN [30 dias]
De 27 de Abril a 25 de Maio8º IYAR [29 dias]
De 26 de Maio a 24 de Junho9º SIVAN [30 dias]
De 25 de Junho a 23 de Julho10º TAMUZ [29 dias]
De 24 de Julho a 22 de Agosto11º AV [30 dias]
De 23 de Agosto a 20 de Setembro12º ELUL [29 dias]
De 21 de Setembro a 20 de Outubro1º TISHREI [30 dias] (ano 5778)
De 21 de Outubro a 18 de Novembro2º CHESHVAN [29 dias]
De 19 de Novembro a 18 de Dezembro3º KISLEV [29 dias]
De 19 de Dezembro a 16 de Janeiro de 20184º TEVET [29 dias]

Na próxima página a correspondência entre o Calendário Gregoriano e o Calendário Islâmico.

Se quiser receber no seu email os novos artigos publicados, subscreva a nossa Newsletter!

Mantemos os seus dados privados e nunca os partilharemos com terceiros.
Leia a nossa Política de privacidade.