Actividades agrícolas e outras em Março

 

Depois da leitura deste artigo, vai ficar a conhecer as tarefas que, durante o mês de Março, pode e deve realizar em diversos espaços e locais relacionados com a actividade agrícola, pecuária, jardinagem e outras, …

Na horta

Continuar os trabalhos iniciados em Fevereiro, nomeadamente os respeitantes a adubações, correcções, lavras e cavas, preparando-se os terrenos para as sementeiras e plantações para o presente mês e seguinte.

Em Março, de preferência regar pela manhã, caso se verifique falta de água por escassez de chuvas, os talhões onde se efectuaram as sementeiras.

Proceder, se o tempo o permitir, às primeiras sachas das alfaces, alhos e outras culturas em desenvolvimento.

Semear: milho, trigo de primavera, cevada, luzerna e outras forragens, linho, abóboras, alfaces, beterraba, cenouras, ervilhas, espinafres, feijões, melancias, melões, nabiças, rabanetes, salsa, tomates e pepinos.

Plantar ou transplantar: batatas, cebolas, couves e espargos.

No pomar

Neste mês de Março, continuar, nos pomares de macieiras e pereiras, com os tratamentos contra as cochonilhas, ovos de insectos, ácaros e formas hibernantes de pedrado.

Aplicar às fruteiras cítricas emulsões oleosas depois da floração.

Concluir a poda das fruteiras de pevide e das figueiras, e adiantar as de espinho.

Adubar as diversas fruteiras.

Pulverizar as laranjeiras com cal em pó ou ainda em leite.

Proteger os pessegueiros contra a lepra e crivado por meio de pulverizações preventivas com calda bordalesa.

No campo

Concluir a preparação das terras para as próximas sementeiras e plantações, incorporando os fertilizantes e os correctivos mais convenientes.

Semear: arroz, aveia, centeio, cevada, milho temporão, trigo tremês, legumes e forragens.

Sugestão de leitura

Dia internacional da mulher - datas comemorativas em Março

Em Março, datas comemorativas

 

No jardim

Em Março, não se esqueça de tratar do seu jardim e de semear: papagaios, sécias, cravos, ervilhas-de-cheiro, dálias, perpétuas, goivos, etc.

Na vinha

Conclusão da poda nas zonas mais frias e nas regiões mais atreitas a geadas tardias. Prosseguir as enxertias com as castas mais apropriadas, recorrendo às colecções oficiais por oferecerem garantias para a obtenção de garfos.

Combate às nóctuas e aos pulgões com os produtos químicos indicados para o efeito.

Início dos tratamentos contra o míldio e o oídio com sulfato de cobre e enxofre.

Na adega

Conclusão das transfegas, aproveitando o tempos seco e sem grandes variações de temperatura.

Prosseguir com o engarrafamento dos vinhos.

Com animais

Durante o mês de Março, deve efectuar a substituição gradual, nos estábulos, do tipo de alimentação de Inverno por verduras, que não devem ser dadas molhadas.

Nos olivais

Quando se procede à plantação de um olival não se perderá de vista que, pelo menos nos três anos seguintes à plantação, as pequenas oliveiras precisam de ser regadas durante o Verão, única maneira de conseguir boa percentagem de pegamentos.

Faça uma escarificação ou uma gradagem com grade de disco e incorpore, nessa altura um adubo azotado (35 a 80 unidades fertilizantes).

Nas matas

Semeie, em lugar definitivo, pinheiros bravos, mansos e acácias.

Termine as plantações.

Continue a resinagem dos pinhais e a apanha e colheitas de sementes de pinheiro bravo.

Corte os matos, especialmente à beira dos caminhos para diminuir o risco de incêndios.

Nos currais

Substitua, pouco a pouco, a alimentação de Inverno pelo regime verde que não deve ser dado molhado nem fermentado.

Os ovinos devem ser preparados para a tosquia.

Inicie o tratamento contra o parasitismo interno (distomatose e estrongilose gastro-intestinais e pulmonares).

Comece a preparar os carneiros para a reprodução.

Nos apiários

Nas regiões do Norte, continue os trabalhos recomendados para os meses anteriores. No Sul, deve recolher já enxames para povoamento de novas colmeias.

Inspeccione, todas as semanas, as colmeias ou cortiços para verificar a presença da rainha, o andamento das posturas e a quantidade de provisões existentes.

A água não deve faltar e devem ser instalados recipientes que a possam oferecer.

Combata a tinha ou a traça da cera nas colmeias atacadas.

Obras de MARÇO

conforme Paládio, in “Lunário Perpétuo”, de 1901

Na Lua crescente de Março, é bom plantar melões, pepinos, cardos e abóboras; e em terras quentes semear milho, linho, grãos, bredos, alfaces e todas as pevides azedas; e nas terras temperadas plantar figueiras.

No minguante de Março se devem sachar as hortas, os trigos, e lavrar os campos, para que não criem erva, limpar as figueiras, amoreiras, e as mais árvores que brotam tarde. Neste tempo é muito bom trasfegar os vinhos, e metê-los nas adegas ou subterrâneos.

Se neste mês se ouvirem os primeiros trovões do ano, significam haver muitos ventos, e abundância de erva e de pães, onde se ouvirem.