Actividades agrícolas e outras em Março

 

Depois da leitura deste artigo, vai ficar a conhecer as tarefas que, durante o mês de Março, pode e deve realizar em diversos espaços e locais relacionados com a actividade agrícola, pecuária, jardinagem e outras, …

Na horta

Continuar os trabalhos iniciados em Fevereiro, nomeadamente os respeitantes a adubações, correcções, lavras e cavas, preparando-se os terrenos para as sementeiras e plantações para o presente mês e seguinte.

Em Março, de preferência regar pela manhã, caso se verifique falta de água por escassez de chuvas, os talhões onde se efectuaram as sementeiras.

Proceder, se o tempo o permitir, às primeiras sachas das alfaces, alhos e outras culturas em desenvolvimento.

Semear: milho, trigo de primavera, cevada, luzerna e outras forragens, linho, abóboras, alfaces, beterraba, cenouras, ervilhas, espinafres, feijões, melancias, melões, nabiças, rabanetes, salsa, tomates e pepinos.

Plantar ou transplantar: batatas, cebolas, couves e espargos.

No pomar

Neste mês de Março, continuar, nos pomares de macieiras e pereiras, com os tratamentos contra as cochonilhas, ovos de insectos, ácaros e formas hibernantes de pedrado.

Aplicar às fruteiras cítricas emulsões oleosas depois da floração.

Concluir a poda das fruteiras de pevide e das figueiras, e adiantar as de espinho.

Adubar as diversas fruteiras.

Pulverizar as laranjeiras com cal em pó ou ainda em leite.

Proteger os pessegueiros contra a lepra e crivado por meio de pulverizações preventivas com calda bordalesa.

No campo

Concluir a preparação das terras para as próximas sementeiras e plantações, incorporando os fertilizantes e os correctivos mais convenientes.

Semear: arroz, aveia, centeio, cevada, milho temporão, trigo tremês, legumes e forragens.

No jardim

Em Março, não se esqueça de tratar do seu jardim e de semear: papagaios, sécias, cravos, ervilhas-de-cheiro, dálias, perpétuas, goivos, etc.

Na vinha

Conclusão da poda nas zonas mais frias e nas regiões mais atreitas a geadas tardias. Prosseguir as enxertias com as castas mais apropriadas, recorrendo às colecções oficiais por oferecerem garantias para a obtenção de garfos.

Combate às nóctuas e aos pulgões com os produtos químicos indicados para o efeito.

Início dos tratamentos contra o míldio e o oídio com sulfato de cobre e enxofre.

Na adega

Conclusão das transfegas, aproveitando o tempos seco e sem grandes variações de temperatura.

Prosseguir com o engarrafamento dos vinhos.

Com animais

Durante o mês de Março, deve efectuar a substituição gradual, nos estábulos, do tipo de alimentação de Inverno por verduras, que não devem ser dadas molhadas.